ASPECTOS DA COLETA SELETIVA DE LIXO: UM ESTUDO NA REGIÃO DO ABC PAULISTA

Andreíza Dantas de Oliveira, Almir Martins Vieira, Maria da Conceição Medeiros

Resumo


Um dos principais problemas da sociedade atual é a alta produção de lixo urbano. As principais cidades do Brasil encontram dificuldades para dispor esse material no solo. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo investigar a prática da coleta seletiva de lixo, suas dificuldades, benefícios e melhorias obtidas em seu processo ao longo do tempo. Para tanto, o campo teórico-conceitual contemplou aspectos sobre educação ambiental, coleta seletiva, logística reversa, e cooperativismo entre catadores. Quanto à metodologia, assumiu-se abordagem qualitativa. Os dados foram obtidos por entrevistas junto a oito pessoas da cidade de São Bernardo do Campo (SP). Constatou-se que o nível de consciência é relativo, pois, embora as pessoas saibam da importância da coleta de lixo, a prática não condiz com sua consciência e conhecimento sobre a lei em vigor. Outro dado diz respeito ao poder público, que precisa atuar com mais compromisso com o meio ambiente, uma vez que o conhecimento pode resultar na conscientização ambiental na sociedade.

Palavras-chave


Coleta seletiva de lixo; Educação ambiental; Cooperativa de catadores.

Texto completo:

PDF

Referências


BAPTISTA, V. F. As políticas públicas de coleta seletiva no município do Rio de Janeiro: onde e como estão as cooperativas de catadores de materiais recicláveis? Revista Administração Pública, v. 49, n. 1, p. 141-164, 2015.

BERNARDO, E.; RAMOS, H. R. Sistema de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos na Cidade Ocidental (GO). Future Studies Research Journal – ISSN 2175-5825 São Paulo, V.8, N.1, P. 225 – 241, Jan/Jun 2016.

BONIN, S. M.; CONTO, S. M., PEREIRA, M. B. Turismo e educação ambiental: a socialização do conhecimento em periódicos científicos. Rio Grande do Sul. Revista Rosa dos Ventos – Turismo e Hospitalidade, 8(II), pp.177-191, 2016.

BRANDALISE, L. T.; SILVA, J. M. S.; RIBEIRO, I.; BERTOLINI, G. R. F. O reflexo da disciplina da educação ambiental na percepção e conduta dos universitários. Belo Horizonte. Revista Pretexto, v.15 n. 4 p. 11-26, 2014.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. São Paulo: Saraiva, 2009.

BRASIL. Lei n. 9.795, de 27 de abril de 1999. Institui a Política Nacional de Educação Ambiental. Diário Oficial da União, Brasília, seção 1, p. 1-4.

BRASIL. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Lei Nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/

lei/l12305.htm>. Acessado em: 2/2/2018.

COIMBRA, D. B. Abordagens e limitações da educação ambiental no ensino superior: percepções a partir da disciplina de gestão ambiental nos cursos de graduação em administração na cidade de Fortaleza. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Ceará, 2011.

DEMAJOROVIC, J. H.; MATURANA, L. M. Desenvolvimento de produtos sustentáveis: purificadores de água Brastemp e carpetes Interface. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 3, n. 3, p. 102-119, 2009.

DEMAJOROVIC, J. H.; MIGLIANO, J. Política Nacional de Resíduos Sólidos e suas implicações na cadeia da logística reversa de microcomputadores no Brasil. Gestão & Regionalidade - Vol. 29 - Nº 87 - set-dez/2013.

DEMAJOROVIC, J. H.; CAIRES, E. F.; GONÇALVES, L. N. S.; SILVA, M. J. C. Integrando empresas e cooperativas de catadores em fluxos reversos de resíduos sólidos pós-consumo: o caso Vira-Lata. Cadernos EBAPE.BR, v. 12, Edição Especial, artigo 7, Rio de Janeiro, Ago. 2014.

DORNIER, P. P.; ERNST, R.; FENDER, M.; KOUVELIS, P. Logística e operações globais. São Paulo: Atlas, 2000.

DUARTE, R. G.; BASTOS, A. T.; SENA, A. P.; OLIVEIRA, F. C. Educação ambiental na convivência com o semiárido: ações desenvolvidas pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, v. 4, n. 1, p. 17-29, 2015.

GODOI C. K.; BANDEIRA-DE-MELLO R.; SILVA A. B. Pesquisa qualitativa em estudos organizacionais. 2ª ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

LEITE, P. R. Logística reversa na atualidade. In: PHILIPPI JR., A. (Coord.). Política nacional, gestão e gerenciamento de resíduos sólidos. São Paulo: Manole, 2012.

MERRIAM, S. B. Qualitative research and case study applications in educations. San Francisco: Jossey-Bass, 1998.

MONTEIRO, E. F.; VIEIRA, A. M.; PEREIRA, R. S. Qualidade de vida no trabalho na Economia Solidária: estudo em uma cooperativa de catadores do ABC Paulista. Práticas em Contabilidade e Gestão, v. 2, p. 85-111, 2014.

PASCHOALIN FILHO, J. A. P.; SILVEIRA, F. F.; LUZ, E.; OLIVEIRA, R. B. Comparação entre as massas de resíduos sólidos urbanos coletadas na cidade de São Paulo por meio de coleta seletiva e domiciliar. Journal of Environmental Management and Sustainability – JEMS, v. 3, n. 3, 2014.

PEREIRA, V. A.; HENNING, P.; EICHENBERGER, J. C.; NOGUEIRA, J. F. F. Editorial. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, v. 33, n. 2, p. 1-3, 2016.

PINHEIRO, L. V. S.; MONTEIRO, D. L. C.; GUERRA, D. S.; PEÑALOZA, V. Transformando o discurso em prática: uma análise dos motivos e das preocupações que influenciam o comportamento pró-ambiental. Revista de Administração Mackenzie, v. 12, n. 3, 2011.

SANTOS, F. F.; FONTES, A. R. M.; MORIS, V. A. S.; SOUZA, R. L. R. Atores da cadeia de reciclagem: influência e impactos na atividade de triagem de materiais em uma cooperativa de Sorocaba-SP. Revista de Gestão Social e Ambiental - RGSA, v. 10, n. 3, p. 85-101, 2016.

SILVA, A. M.; MEIRELES, F. R. S.; REBOUÇAS, S. M. D. P.; ABREU, M. C. S. Comportamentos ambientalmente responsáveis e sua relação com a educação ambiental. Journal of Environmental Management and Sustainability – JEMS, v. 4, n. 1, 2015.

SINGER, P. A recente ressurreição da economia solidária no Brasil. In: SANTOS B de S. organizador. Produzir para viver: os caminhos da produção não capitalista. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, p. 81-126, 2002.

SIQUEIRA, D. M.; VIEIRA, A. M.; CARMONA, V. C. Rede de confiança e amizade: relações de trabalho em uma cooperativa. Revista CESUMAR, v. 18, p. 299-318, 2013.

SOARES, I. T. D.; STRECK, L.; TREVISAN, M.; MADRUGA, L. R. R. G. Logística reversa: uma análise de artigos publicados na base Spell. Journal of Environmental Management and Sustainability – JEMS, v. 5, n. 2, 2016.

VIEIRA, A. M.; RIVERA, D. P. B. A Hermenêutica no Campo Organizacional: duas possibilidades interpretativas de pesquisa. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 14, n. 44, p. 261-273, 2012.

WAITE, R. Household waste recycling. London: Earthscan Publications, 1995.




DOI: https://doi.org/10.23925/2237-4418.2020v35i1p01-14

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: