MOVIMENTO NACIONAL E INTERNACIONAL DE COMÉRCIO JUSTO: ENTRE A COOPERAÇÃO E A CONCORRÊNCIA

Nuria Abrahão Chaim

Resumo


O movimento do Comércio Justo surgiu na Europa e América do Norte entre as décadas de 40 e 50 e foi expandindo suas atividades gradativamente. O Brasil começou a participar deste sistema internacional a partir da década de 70, com a comercialização de artesanato e alguns gêneros alimentícios. A construção de um sistema brasileiro de comércio justo surgiu bem mais tarde, a partir do final da década de 90. A estruturação do movimento nacional se deu, então, em meio às atividades comerciais voltadas ao mercado internacional. Esta situação, que pode ser vista como uma ameaça ao desenvolvimento da iniciativa nacional permite o seguinte questionamento: no contexto brasileiro, o sistema nacional e internacional de comércio justo são movimentos concorrentes ou existem aspectos de cooperação entre eles?
O presente trabalho "Movimento nacional e internacional de Comércio Justo: entre a cooperação e a concorrência" analisou e comparou a iniciativa nacional e internacional com base na metodologia de análise qualitativa de conteúdo proposta por Philipp Mayring. Foram estabelecidas categorias de análise para a realização dos procedimentos de extração, paráfrase e redução do material de trabalho. Os resultados obtidos a partir da análise comparativa foram interpretados à luz do questionamento proposto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: