Fluxos Migratórios Lusófonos em Direção ao Canadá: O Caso Português e o Brasileiro

Nilce da Silva

Resumo


Este trabalho é fruto de pesquisa exploratória feita em Montreal – subsidiada pelo governo canadense no ano de 2006 – e das reflexões acerca da relação entre o mundo lusófono e a instituição escolar no âmbito do Grupo de Pesquisa Estudos sobre Populações Brasileiras no Brasil e no Mundo: o Papel da Instituição Escolar apoiado pelo CNPq e pela FAPESP.A partir de contato com comunidade de diáspora portuguesa e brasileira em Montreal e de um breve resgate da história da lusofonia, discutiremos a semi-perifericidade econômico-social de Portugal e de suas antigas-colônias, mais especificamente, do Brasil. Destacaremos que, apesar do referido país da União Européia ter construído o mais longo império colonial da história da humanidade, a diáspora portuguesa é evidente e o Canadá tem sido um dos destinos preferidos pelos portugueses. Além disto, apontamos que o Brasil, hoje, apresenta fluxo migratório de pessoal qualificado em direção ao citado país da América do Norte. Finalmente, no âmbito destes movimentos da população lusófona, debateremos: 1- O papel da instituição escolar no contexto montrealense no sentido da difusão do patrimônio simbólico lusófona: língua e cultura; 2- A transferência de patrimônio cultural brasileiro para o Canadá por meio do fenômeno conhecido como fuga de cérebros; eixos de discussão em que a relação entre a instituição escolar e o direito à lusofonia está expressamente colocada.

Palavras-chave


Lusofonia; imigração brasileira e portuguesa; Canadá; cultura; língua; escola.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: