Estudo da histofisiologia por meio de animações: uma proposta para aprendizagem significativa no ensino médio

Amanda Dantas Borges, Suzana Guimarães Morais

Resumo


A partir de 1930, atividades experimentais ganharam destaque, pois os profissionais recém-formados tinham o intuito de defender o ensino experimental nas escolas brasileiras. Junto com os benefícios que o ensino experimental trouxe, vieram também discussões sobre a vivissecção e o uso de cobaias. Propusemos nesse projeto uma alternativa de dissecação virtual, em que o aluno possa conhecer a morfofisiologia de um rato Wistar. Foram desenvolvidas 52 cenas de animação com auxílio de Adobe Flash CS4 Professional®, que incluem a dissecação virtual e a visualização de lâminas histológicas. Acreditamos que o uso da animação desenvolvida nesse projeto facilitará o entendimento do aluno nos processos biológicos e ajudará ao professor na integração de conteúdos. Não devemos, porém, esperar que as animações resolvam todos os problemas de desinteresse, pois numa sala há grande diversidade de alunos. Cabe ao professor explorar todas as ferramentas disponíveis, para que consiga atingir os objetivos de aprendizagem.

Palavras-chave: animação; dissecação; biologia.

ABSTRACT

Since 1930 experimental activities were highlighted because of recent college graduates that had intention of defending the experimental teaching in Brazilian schools. Along with the benefits brought to the experimental teaching, also came discussions about vivisection and the use of animals. On this project we proposed a virtual dissection as an alternative, in which the student may understand morphophysiology a Wistar rat. We developed 52 animated scenes with the using of Adobe Flash ® CS4 Professional, which includes the virtual dissection and visualization of histological slides. We believe that the use of animation developed in this project will facilitate student’s understanding of biological processes and help the teacher in integrating the content. However, we must not expect the animations to solve all problems involving lack of interest, because there is great diversity of students in a classroom. The teacher must to explore every available tool, so he might achieve the learning objectives.

Keywords: animation; dissection; biology.

Palavras-chave


animação; dissecação; biologia

Texto completo:

PDF

Referências


BÉVORT, E.; BELLONI, M.L. Mídia-educação: Conceitos, história e perspectivas. Educação & Sociedade, Campinas, v.30, n.109, p. 1081-1102, set./dez., 2007.

BRASIL. Lei nº 6.638, de 08 de maio de 1979. Estabelece normas para a prática didático-científica da vivissecção de animais e determina outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 mai.1979. Seção 1, p. 6537. 1979

_________. Lei nº 11.794, de 08 de outubro de 2008. Regulamenta o inciso VII do § 1o do art. 225 da Constituição Federal, estabelecendo procedimentos para o uso científico de animais; revoga a Lei no 6.638, de 08 de maio de 1979; e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 08 out. 2008. Seção 1, p.1. 2008

_________. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. PCN+ Ensino Médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 2002.

CASTILHO, M.I. RICCI, T.F. O uso de animações como elemento motivador de aprendizagem, v.1, n.2, p. 10-17, 2006.

GONÇALVES, L.J. Uso de animações visando a aprendizagem significativa de Física Térmica no ensino médio. 2005. 97 páginas. Dissertação de Mestrado apresentada ao Instituto de Física da UFRGS. Porto Alegre, 2005.

GREIF, S.; TRÉZ, T. A verdadeira face da experimentação animal: sua saúde em perigo. 2ª ed. Rio de Janeiro: Sociedade educacional Fala Bicho, 2000.

KRASILCHIK, M. O professor e o currículo das ciências: temas básicos de educação e ensino. São Paulo: E.P.U, 1987.

_________.Ensino de ciências e a formação do cidadão. Em aberto, v.7, n.40, out./dez. 1988.

MARANDINO, M.; SELLES, S. E.; FERREIRA, M. S. Ensino de biologia: histórias e práticas em diferentes espaços educativos. São Paulo: Cortez, 2009.

MENDES, M. A. A. Produção e utilização de animações e vídeos no ensino de biologia celular para 1ª série do ensino médio. 2010. 103 páginas. Dissertação de Mestrado apresentada aos Institutos de Ciências Biológicas, Física e Química, responsáveis pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da Universidade de Brasília. Brasília, 2010.

MOREIRA, A.F.B.; KRAMER, S. Contemporaneidade, educação e tecnologia. Educação & Sociedade, Campinas, v.28, n.100, p. 1037-1057, out., 2007.

PRESGRAVE, O. A. e. et al. Métodos alternativos ao uso de animais: uma visão atual. Revista Ciência Veterinária dos Trópicos, v.13, n 1, p. 106-117, ago. 2010.

RAYMUNDO, M. M.; GOLDIM, J. R. Ética da pesquisa em modelos animais. Revista Bioética, v.10, n.1, 2002.

SANTOS, G.H.; ALVES, L. ; MORET, M.A. Modellus: Animações Interativas Mediando a Aprendizagem Significativa dos Conceitos de Física no Ensino Médio. Sitientibus Série Ciências Físicas, v.2, p. 56-67, 2006.