Bactérias do gênero Staphylococcus em consultório odontológico

Cíntia Cristina Santos

Resumo


A presença de bactérias do gênero Staphylococcus na cavidade bucal humana adquire importância, pois podem atuar como microbiota suplementar e em determinadas situações ocasionar doença bucal ou sistêmica. O objetivo do presente estudo será verificar a presença de bactérias do gênero Staphylococcus aderidos às máscaras faciais e luvas descartáveis dos profissionais que atuam em um consultório odontológico público de Itapetininga. Os resultados obtidos serviram como base de alerta para esses profissionais da importância do uso de máscaras faciais e de equipamentos de proteção, tanto individual como coletivo, durante todo e qualquer procedimento. Foram coletadas máscaras faciais e luvas descartáveis utilizadas pelos profissionais citados, após atendimento aos pacientes, e a seguir o material foi semeado em Ágar-sangue. Posteriormente, os microrganismos encontrados foram isolados e identificados através de provas bioquímicas. Observou-se crescimento de cocos Gram-positivos, catalase positivos e DNAase positivos e negativos nas placas das amostras.
Os resultados foram usados para a conscientização dos profissionais da área, mostrando a eles um dos diversos tipos de patógenos que convivem, e baseando-se no protocolo de biossegurança foram apresentadas as maneiras corretas do uso dos equipamentos de proteção. O trabalho teve repercussão positiva visto que uma semana após a realização do mesmo a maioria dos profissionais faziam o uso adequado dos equipamentos, conscientes da importância deles para sua saúde.
PALAVRAS-CHAVE: Staphylococcus, biossegurança, odontologia.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários