SENSUS ECCLESIAE IN REVELATIONE: O SENTIDO DE IGREJA A PARTIR DA HISTÓRIA DA SALVAÇÃO

FERNANDO LORENZ

Resumo


O presente artigo pretende compreender o ser da Igreja inserido na história enquanto mistério de comunhão. Os textos bíblicos do AT manifestam a entidade teológica denominada Igreja que encontra o seu sentido pleno nos textos do NT. Os escritos de Inácio de Antioquia nos remetem a afirmação de que a eclesiologia se funda sobre a cristologia. A eclesiologia de São Irineu de Lião é caracterizada pelo tema da recapitulação e da tradição. Encontramos, também, em Cipriano uma eclesiologia da unidade. Em Santo Atanásio a origem da Igreja está na pessoa do Logos. Na Escolástica temos uma passagem de uma compreensão mística para uma compreensão jurídica da Igreja. O Concílio Vaticano I é considerado o ponto de transição da teologia pós-tridentina para uma nova eclesiologia. A compreensão Trinitária da Igreja do Concílio Ecumênico Vaticano II afirma que a orientação do agir eclesial pressupõe a natureza intrínseca do ser da Igreja visto que é somente compreendendo a si mesma que a Igreja compreende a sua vocação na história humana.

Palavras-chave


Eclesiologia. Trindade. Comunhão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2177-952X.2012v6i9pp.%2093-107

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


A REVELETEO está indexada em:

Presente nas seguintes Bibliotecas: