Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A revista Lutas Sociais, produzida pelo Núcleo de Estudos de Ideologias e Lutas Sociais (NEILS), vinculado ao Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, foi criada em novembro de 1996.  Suas publicações aparecem regularmente a cada ano nos meses de junho e dezembro, e se voltam para o debate sobre questões relevantes das Ciências Sociais, especialmente em Sociologia, Ciência Política, Relações Internacionais e afins. Esforça-se para assegurar perspectivas pluridisciplinares sem perder o rigor científico. Adota parâmetros de atuação que visam concretizar seu caráter crítico e plural.

Dirige-se a um público acadêmico, tem inserção junto a estudantes e professore(a)s de graduação e de pós-graduação, além de ser lida por integrantes de movimentos sociais. Mantém permuta com vários periódicos nacionais e estrangeiros e é procurada por bibliotecas latino-americanas, estadunidenses e europeias. Com óbvio destaque para o Brasil, são estas as regiões de onde provêm os textos publicados pela revista.

Lutas Sociais é produto da insatisfação com debates que, em sua aparente radicalidade, se restringem, dentro e fora dos círculos acadêmicos, a opções que não questionam, mas, ao contrário, mistificam a ordem estabelecida. Diferencia produção científica da simples reiteração ideológica do existente e recusa-se a naturalizar as relações sociais.

 

Políticas de Seção

Artigos

Esta seção recebe textos sobre temas "livres", fora do dossiê. Salvo em casos excepcionais, devidamente mencionados (documentos, entrevistas de atores sociais, testemunhos), os artigos deverão ser ser produto de criteriosa pesquisa que se norteie pela explicitação dos pressupostos teórico-metodológicos, clara definição do objeto de análise, sério tratamento do material empírico, adotando as Normas da ABNT – NBR 6023. Os textos poderão ser redigidos em português ou em espanhol (um texto por fascículo). Contribuições em outras línguas estrangeiras serão traduzidas. Os trabalhos devem ser originais, exceto traduções de textos ainda não publicados no Brasil e relevantes ao campo das Ciências Sociais.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Nesta seção serão publicados artigos, ensaios, entrevistas, depoimentos etc. relacionados com um tema divulgado previamente pela revista. Salvo em casos excepcionais, devidamente mencionados (documentos, entrevistas de atores sociais, testemunhos), toda matéria publicada deverá ser produto de criteriosa pesquisa que se norteie pela explicitação dos pressupostos teórico-metodológicos, clara definição do objeto de análise, sério tratamento do material empírico, adotando as Normas da ABNT – NBR 6023. Os textos poderão ser redigidos em português ou em espanhol (um texto por fascículo). Contribuições em outras línguas estrangeiras serão traduzidas. Os trabalhos devem ser originais, exceto traduções de textos ainda não publicados no Brasil e relevantes ao campo das Ciências Sociais.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Seção Especial

Excepcionalmente, publicamos a seção Especial Comuna de Paris na ocasião dos 150 anos da Comuna.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Lutas Sociais recebe resenhas de livros e teses publicados nos últimos dois anos e relevantes para a área de Ciências Sociais. As resenhas devem ser críticas, ou seja, que não se restrinjam à apresentação da obra, mas que sejam mencionados os aspectos  de contribuição dos autores, assim como suas fragilidades.

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Abstracts

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

Avaliação por pares

A revista possui seções de textos livres, dossiês temáticos (definidos anualmente pelo Conselho Editorial e veiculados em chamadas para artigos por meios eletrônicos) e resenhas.

As contribuições serão previamente examinadas pelo Comitê Editorial quanto à adequação à política editorial da revista e, na sequência, submetidas a dois/duas pareceristas ad hoc para a análise do conteúdo. Este processo segue o princípio do duplo anonimato, de autoria e de avaliação. Em caso de resultados contraditórios, o artigo será analisado por um(a) terceiro(a) consultor(a) ad hoc. Ao final, o(a)s pareceristas podem indicar: a publicação; a publicação desde que sejam atendidas as reformulações; a não publicação. O Comitê Editorial reserva-se o direito de publicar ou não publicar e de sugerir modificações aos/às autore(a)s a fim de adequar o texto ao padrão editorial. Textos não aprovados podem ser reapresentados, desde que reformulados e em consonância com a proposta da revista.

O percurso editorial (recepção de textos, avaliação pelo Comitê e pelo(a)s pareceristas, devolução aos/às autore(a)s, revisão, editoração e impressão) dura aproximadamente 150 dias.

 

Periodicidade

Periodicidade Semestral.

A revista é publicada nos meses de junho e dezembro de cada ano.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre adiado ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Sobre o Comitê Editorial

O Comitê Editorial de Lutas Sociais é constituído de professore(a)s/pesquisadore(a)s de diferentes Universidades. A cada volume, um novo Comitê é eleito por membros do Conselho Editorial que, além da constante comunicação por meios digitais, se reúne ao menos uma vez por ano (em Congressos da área ou em atividades organizadas pelo NEILS), o que contribui para garantir a democracia interna e a pluralidade de pensamentos no interior dos marcos definidos pelo programa da revista.

 

 

Equipe do Comitê Editorial

Profa. Dra. Célia Gongílio Borges - Universidade Federal do Pará

Profa. Dra. Célia Motta - Universidade Federal do Maranhão

Prof. Dr. Jair Pinheiro - Universidade Estadual Paulista

Profa. Dra. Joana Coutinho - Universidade Federal do Maranhão

Profa. Dra. Renata Gonçalves - Universidade Federal de São Paulo