Família sem casa e casas sem família: o caso da Região Metropolitana de Belo Horizonte

Ana Paula Maciel, Ana Paula Baltazar

Resumo


Os dados sobre déficit habitacional e vacância residencial na RMBH mostram que enquanto faltam imóveis para habitação de interesse social, sobram domicílios vazios. Este artigo apresenta um diagnóstico crítico da vacância residencial na região, que visa subsidiar a caracterização do estoque vago e sua possível mobilização para habitação de interesse social. Primeiramente, delineia-se a relação entre vacância residencial e produção capitalista de moradias, visando precisar o cenário que propicia o desencontro entre déficit e vacância. Posteriormente, são listados conceitos relevantes para a definição do fenômeno estudado, partindo-se para uma análise do (pseudo) equilíbrio do mercado de moradias e da divisão econômico-social do espaço residencial e suas relações com a existência do estoque de domicílios ociosos na RMBH.

Palavras-chave


vacância imobiliária; habitação de interesse social; Região Metropolitana de Belo Horizonte; produção capitalista de moradia

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Apoio: