ANÁLISE DAS REDES SOCIAIS PARA O SEGMENTO CULTURAL

Carmen Lúcia Castro Lima, Elizabeth Loiola

Resumo


O presente artigo discute a utilização da análise de redes sociais para o segmento cultural. Pode-se afirmar que as redes das atividades culturais são não arbitrárias e emergem de situações empíricas. Parte-se do pressuposto que os sistemas de produção dessa natureza, laços sociais e papéis desempenhados pelos atores parecem explicar a capacidade de mobilização dos recursos para a produção cultural. A principal conclusão deste artigo é que a análise de rede sociais permitiria visualizar melhor como se estabelecem as relações de atores para a geração do bem cultural, seja um filme, uma peça, um espetáculo de dança ou musical.


Palavras-chave


economia da cultura, segmento cultural, redes sociais.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: