Divergência e Fatores Determinantes da Mobilidade de Renda entre as Gerações no Meio Urbano e Rural no Estado do Ceará

Áydano RIBERIO LEITE

Resumo


O objetivo central desta pesquisa foi avaliar as divergências e fatores determinantes da mobilidade intergeracional de renda entre as áreas rural e urbana no Estado do Ceará no período compreendido entre os anos de 1996 e 2009. No primeiro momento inferiu-se a dinâmica da mobilidade de renda através das matrizes de probabilidade de Markov, considerando os extremos dos estratos de renda superior e inferior, onde estão inseridos os indivíduos de maiores e menores níveis de renda respectivamente. De acordo com as matrizes, as chances de um filho de um pai pobre residente na zona rural do Estado do Ceará atingir o quartil de renda superior eram menores no ano de 1996 em comparação ao ano de 2009, sugerindo uma expansão do grau de mobilidade no meio rural no espaço temporal analisado. Embora se observe este ponto positivo, os indivíduos residentes no meio urbano ainda apresentam uma maior facilidade de se moverem para os quartis de renda mais elevados. Posto isto, de uma forma geral, a análise dos índices de mobilidade de renda aponta significativa divergência da mobilidade de renda entre o Estado do Ceará, a região Nordeste e o Brasil. Ademais, os resultados do modelo paramétrico sugerem haver forte alteração dos atributos dos filhos e dos pais sobre a dinâmica de renda. Por outro lado, o fato do indivíduo está localizado nas áreas urbanas perde relevância em comparação àqueles residentes em áreas rurais, sinalizando uma melhoria da mobilidade intergeracional nesta última.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: