ARREPENDIMENTO, SUNK COST E DOR DE CORNO: VIVENDO COM AS CONSEQUÊNCIAS DAS DECISÕES

Gustavo Leite Alvarenga, Dilmeire Sant’Anna Ramos VOSGERAU

Resumo


Por muito tempo, pesquisas procuraram desvendar o movimento dos mercados financeiros por meio de métodos matemáticos e estatísticos, porém os fenômenos relacionados com as peculiaridades do comportamento humano permaneceram carentes de estudos mais aprofundados. Com o intuito de suprir essa lacuna, surgiram as finanças comportamentais, nova vertente que utiliza como matéria-prima as ditas anomalias do mercado, fenômenos que vêm sendo associados às heurísticas e vieses comportamentais. Nessa linha, o presente estudo busca investigar esses fenômenos em um canal de comunicação ainda pouco explorado, os fóruns de investimento. Foram levantados diálogos em diferentes momentos no ano de 2008 e, para a análise das 1.236 mensagens postadas por 34 usuários, foram utilizadas técnicas quantitativas e qualitativas, com o suporte do software Atlas TI. Podem-se, neste estudo, identificar dois focos de análise: os sentimentos de arrependimento e seus efeitos – o sunk cost – em momentos desfavoráveis e a aversão ao risco e ensejo nos momentos favoráveis. Apesar de não haver a intenção de correlacionar esses efeitos com os sentimentos de arrependimento, fica evidente que o arrependimento por omissão (não compra) gera ensejo, o que mantém o investidor na expectativa por novas oportunidades.


Palavras-chave


Finanças comportamentais. Bolsa de valores. Análise de conteúdo. Fóruns de investimento. Arrependimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: