RELAÇÃO ENTRE O CONTEÚDO INFORMACIONAL DOS PARECERES DE AUDITORIA DE OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE E O ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE DE MERCADO (IDSM)

Bruno Willams Mendonça Barbosa, Marilia Augusta Raulino Jácome, Márcia Mª de Medeiros Travassos Saeger, Tabira de Souza Andrade

Resumo


O auditor tem como principal atribuição atestar sobre a conformidade e a veracidade das demonstrações contábeis, emitindo parecer “limpo” (sem ressalva), com ressalva, com abstenção de opinião e adverso. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo investigar qual a relação entre o conteúdo informacional dos pareceres de auditoria contábil das operadoras de planos de saúde e o índice de sustentabilidade de mercado (IDSM) dessas operadoras, divulgado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A população pesquisada engloba as Operadoras de Planos de Saúde (OPS) do Brasil, classificadas como de grande porte pela ANS e o método de pesquisa empregado se caracteriza como descritivo e bibliográfico, com a utilização da técnica qualitativa de análise de conteúdo dos pareceres emitidos pela auditoria independente. O período de análise compreendeu os anos de 2014 a 2018. Os resultados conduziram ao entendimento de que há indícios da relação entre o conteúdo informacional dos pareceres da auditoria e o IDSM, no entanto, o estudo apresentou a limitação relacionada à ausência da divulgação de pareceres por algumas OPS. Portanto, os resultados indicam a necessidade de estas OPS se adequarem ao princípio da transparência, divulgando seus demonstrativos contábeis acompanhados dos pareceres da auditoria, além de sinalizar a necessidade de regulação à ANS quanto aos aspectos de divulgação dessas informações.


Palavras-chave


Agência Nacional de Saúde Suplementar; Operadoras de Planos de Saúde; Parecer de Auditoria; Índice de Sustentabilidade; Demonstrações Contábeis.

Texto completo:

PDF

Referências


ANS. Dados do Programa de Qualificação de Operadoras. Agência Nacional de Saúde Suplementar, Rio de Janeiro, abr. 2019. Disponível em: < http://www.ans.gov.br/perfil-do-setor/dados-e-indicadores-do-setor/dados-do-programa-de-qualificacao-de-operadoras>. Acesso em: 23 abr. 2019.

ANS. Qualificação ANS. Agência Nacional de Saúde Suplementar, Rio de Janeiro, abr. 2019. Disponível em: < http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/informacoes-e-avaliacoes-de-operadoras/qualificacao-ans>. Acesso em: 21 abr. 2019.

ANS. Quem somos. Agência Nacional de Saúde Suplementar, Rio de Janeiro, abr. 2019. Disponível em: < http://www.ans.gov.br/aans/quem-somos>. Acesso em: 20 abr. 2019.

ATTIE, William. Auditoria: conceitos e aplicações. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1998.

BEUREN, Ilse M. Metodologia da pesquisa aplicável às Ciências Sociais. In: RAUPP, Fabiano M.; BEUREN, Ilse M. (Org). Como elaborar trabalhos monográficos em Contabilidade, São Paulo: Atlas, p. 76-96, 2006.

BOYNTON, William C.; JOHNSON, Raymond N.; KELL, Walter G. Auditoria. Trad. José Evaristo do Santos. São Paulo: Atlas, 2002.

BRASIL. Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Caderno de Informação de Saúde Suplementar, Rio de Janeiro, p. 45, mar. 2011.

CARVALHO, José Carlos Oliveira de. Auditoria geral e pública. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

COELHO DE SÁ, Marcelo. Análise dos Custos Assistenciais de uma Operadora de Plano de Saúde no Brasil. Rio Grande do Norte, UFRN, p. 5, 2012.

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE (CFC). Resolução CFC nº 830, de 11 de dezembro de 1998. Aprova a NBC T 11 – IT 05 – Parecer dos Auditores Independentes sobres as Demonstrações Contábeis, Brasília, DF, p. 6, dez. 1998.

DAMASCENA, Luzivalda Guedes; FIRMINO, José Emerson; PAULO, Edilson. Estudo sobre os pareceres de auditoria: análise dos parágrafos de ênfase e ressalvas constantes nas demonstrações contábeis das companhias listadas na Bovespa. Contabilidade Vista & Revista, Belo Horizonte, v. 22, n. 2, p. 125-154, 2011.

DOS SANTOS, A. C. et al. Auditoria Independente: Um Estudo dos Pareceres Emitidos sobre Demonstrações Contábeis de Empresas Brasileiras Listadas na Bovespa e na Nyse. Revista Universo Contábil, Blumenau, FURB, v. 5, n.4, p. 44-62, 2009.

DUTRA, M. H.; ALBERTON, L.; VAN BELLEN, H. M. A análise de conteúdo aplicada aos parágrafos de ‘ênfase’ e de ‘informação relevante’ dos pareceres da auditoria independente emitidos para as empresas do Setor Elétrico. Rio de Janeiro: ENANPAD, 2007.

FRANCO, Hilário, MARRA, Ernesto. Auditoria Contábil. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

GUIMARÃES, Soraya Soares. Procedimentos utilizados pela Auditoria Interna para detecção de fraudes: estudo de caso em uma empresa privada operadora de planos de saúde. Rio de Janeiro, UERJ, p. 60, 2013.

HERNACKI NETO, André. Parecer dos Auditores Independentes Sobre Demonstrações Contábeis de Empresas Listadas no Novo Mercado da BM&FBOVESPA: Uma análise dos anos de 2008 e 2009. Santa Catarina, UFSC, p. 6-7, 2011.

LÉLIS, Débora L. M.; PINHEIRO, Laura E. T. Percepção de auditores e auditados sobre as práticas de auditoria interna em uma empresa do setor energético. Revista Contabilidade & Finanças, ISSN: 1808-057X, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, v. 23, n. 60, pp. 212–222, set./out./nov.dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 1 mai. 2019.

PREVIVA. Como é feito o cálculo do IDSS? Previva, Blumenau, abr. 2019. Disponível em: < http://previva.com.br/como-e-feito-o-calculo-do-idss/>. Acesso em: 23 abr. 2019.

SANTOS, Maria Angélica B.; GERSCHMAN, Silvia. As segmentações da oferta de serviços de saúde no Brasil – arranjos institucionais, credores, pagadores e provedores. Revista Ciência & Saúde Coletiva, ISSN: 1678-4561, v. 9, n. 3, pp. 795-806, Jun. 2004. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2019.

SOARES JUNIOR, F. V. D. et al. Auditoria Independente: Uma Observação de sua Importância. 1 ed. Ponta Grossa: Atena, v. 01, p. 22-36, 2017.




DOI: https://doi.org/10.23925/2237-4418.2019v34i3p42-59

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: