GRAMSCI FILÓSOFO DA EDUCAÇÃO OU FILÓSOFO DA PRÁXIS? EXEMPLO DO PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DA OBRA DE ANTONIO GRAMSCI NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

Jaime de Oliveira Soares

Resumo


O objetivo do presente texto é esboçar uma resenha crítica sobre um dos livros recém editados pelo Ministério da Educação do Brasil (MEC) por intermédio de sua nova coleção “Educadores” intitulado, “Antonio Gramsci” (MONASTA, 2010). A importância em levar à luz tal obra dá-se principalmente pela ampla distribuição da coleção nas bibliotecas públicas, escolares ou não, em todo o território nacional. Pensamos que os educadores brasileiros, já carentes de todos os meios possíveis na luta por uma educação que garanta um mínimo de qualidade no que se refere ao aprendizado da língua nacional e de sua história, devam participar e questinar se os educadores brasileiros temos que aceitar um material de formação do governo federal de forma passiva, ou devemos elaborar conjuntamente a nossa própria visão, debatendo e discutindo acerca da qualidade do parco material que o governo central nos oferece.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: