Fuga de cérebros do Brasil para o exterior: é possível?

Nilce da Silva

Resumo


Desde 2002, o Grupo Acolhendo Alunos em Situação de Exclusão Social e Escolar desenvolve seus trabalhos acerca da relação entre a escola e a migração de pessoas em situação de pouca ou nenhuma escolarização do nordeste para a cidade de São Paulo. A partir de 2005, outras perspectivas do fenômeno têm sido contempladas. Neste artigo, trataremos do brain drain — fuga de cérebros de brasileiros para o exterior, ou seja, emigração de indivíduos (pós)graduados para nações mais desenvolvidas. P. Bourdieu (capital cultural e exclusão no interior) é nosso referencial teórico. Consideramos que, tendo em vista a falta de investimentos na pesquisa e a estrutura burocrática das universidades, existem e existirão dificuldades para a formação de cérebros e, por isso, a impossibilidade da fuga está colocada no cenário brasileiro.

Palavras-chave


Fuga de cérebros; Brasil; burocracia; universidade; capital.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: