Distribuição de rendimentos na agricultura brasileira: uma análise exploratória com informações das PNAD’S

Angela Maria Cassavia Jorge Corrêa, Nelly Maria Sansígolo de Figueiredo

Resumo


O texto apresenta alguns indicadores da distribuição de rendimentos do trabalho das pessoas ocupadas no setor agrícola brasileiro, construídos com respaldo em metodologias descritivas de análise exploratória de dados. São obtidos indicadores de rendimentos e de pobreza, assim como medidas da desigualdade da distribuição de rendimentos para as pessoas ocupadas no setor agrícola do Brasil, para o ano de 2003, com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2003 (PNAD 2003). Também é efetuada uma comparação temporal da evolução de alguns desses indicadores com resultados de estudos desenvolvidos com dados da PNAD 2002 e períodos anteriores. Trabalha-se com ênfase regional e divulgam-se os indicadores por Unidades da Federação. Nas regiões do Brasil em que é maior o rendimento médio do trabalho dos ocupados na agricultura, é menor a proporção de pobres; porém, é mais elevado o patamar de desigualdade. Revela-se que o modelo econômico que direciona o crescimento do setor – particularmente nas regiões de agricultura mais moderna e intensiva em capital e tecnologia – não tem sido capaz de romper com o processo altamente concentrador de renda, que se verifica desde o início do processo de modernização da agricultura implementado no País, principalmente no Centro-Sul.

Palavras-chave


Pobreza; desigualdade de rendimentos; Brasil; agricultura.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pensamento & Realidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

e-ISSN: 2237-4418
ISSN Impresso: 1415-5109

Indexado em: