Representações sociais de injustiça em adolescentes de escolas públicas e particulares

Maria Suzana de Stefano Menin

Resumo


A presente pesquisa investiga representações de injustiça que os alunos de escolas particulares e públicas apresentam quando solicitados a definir esse conceito e dar exemplos de sua ocorrência. Dois conjuntos de dados foram analisados: primeiramente, as respostas de 480 alunos do primeiro ano do ensino médio e oitava série do ensino fundamental de oito escolas públicas e três particulares da cidade de Presidente Prudente, interior de São Paulo, e, posteriormente, para uma análise mais qualitativa dessas respostas, foram especialmente consideradas as respostas de 86 alunos, 39 de uma escola pública noturna e 47 de uma escola particular. Para a análise teórica das representações de injustiça utilizamos duas abordagens teórico-metodológicas: a psicologia do desenvolvimento moral, de Piaget e Kohlberg, e a teoria das representações sociais, criada por Moscovici.

Palavras-chave


injustiça: justiça: representações sociais de injustiça: desenvolvimento moral em adolescentes

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.