Vantagem competitiva nacional: a perspectiva das subsidiárias de corporações estrangeiras no Brasil.

Moacir de Miranda Oliveira Jr., Felipe Mendes Borini

Resumo


Este artigo analisa a perspectiva das subsidiárias de corporações multinacionais instaladas no país acerca do ambiente competitivo brasileiro. Para isso foi realizada uma pesquisa junto a uma amostra de 114 subsidiárias do universo das 1.000 maiores empresas de capital estrangeiro no Brasil. Segundo as empresas estrangeiras que atuam no Brasil, quando o ambiente competitivo brasileiro é comparado com outros locais de atuação das multinacionais, percebe-se que este não favorece a criação e o desenvolvimento de inovações e vantagens competitivas, embora apresente um enorme potencial a ser desenvolvido. Adicionalmente, o ambiente competitivo favorece de forma muito tímida a inserção das subsidiárias na formação e participação em redes de negócios no Brasil. Por fim, segundo as empresas pesquisadas, o governo brasileiro não é pró-ativo no apoio aos investimentos e crescimento industrial estrangeiro e credita pouco respeito e reconhecimento ao papel das subsidiárias na economia nacional. Há desafios relevantes que dependem de iniciativas governamentais e das empresas de capital estrangeiro instaladas no país para serem
superados.

Palavras-chave: corporações multinacionais; papel das subsidiárias; contexto competitivo.

Abstract

This article analyzes the perspective of the subsidiaries of multinationals corporations concerning the Brazilian competitive environment. For this, a research was carried on in a sample of 114 subsidiaries of the 1.000 largest foreign companies in Brazil.
According to the foreign companies in Brazil, when compared to other countries, the Brazilian competitive environment do not favors the creation and development of innovations and competitive advantages, although expresses an important potential for that. In the same way, the competitive environment favors in a very shy way the insertion of the foreign firms in extern networks in Brazil. Finally, according to theses firms, the Brazilian government isn’t pro-active in the support to foreign direct investment and foreign industrial growth and credits little respect and recognition to the role of the subsidiaries in the national economy. There are important challenges to be overcome, which depend of government and foreign subsidiaries initiatives.

Keywords: multinational corporations; subsidiaries’ role; competitive context.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20946/rad.v5i1.689

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Flag Counter

Revista Administração em Diálogo - RAD
ISSN: 2178-0080

     

 

Apoio: