CRIMINALIZAÇÃO DAS LUTAS SOCIAIS EM ESTADOS AUTOCRÁTICOS BURGUESES

Vera Lucia Vieira

Resumo


Neste texto são discutidos os processos de violência policial que perpetuam a autocracia do Estado em países latino-americanos. Reflete-se que integra outros, do mesmo teor, sobre as abordagens analíticas que vêm sendo dadas ao tema, assim como sobre as evidências atuais dessas práticas cometidas contra a população encarcerada por crimes comuns e sobre a demonização dos movimentos sociais organizados. Considera-se que, sendo esse Estado incapaz, por sua própria configuração autocrática e politicista, de atender ou mesmo reconhecer, nessas lutas, demandas sociais, reputa à contravenção e à essas manifestações, a violência e a insegurança vigentes na sociedade, mas decorrentes da exclusão socioeconômica e cultural.

Texto completo:

PDF


________________________________________________________________________________________________________

Apoio:

 

Projeto História está indexada em: