Crítica à teoria dos mercados futuros à luz do desenvolvimento recente dos contratos futuros de açúcar e álcool da BMF

Carlos Eduardo Freitas Vian, Derick Davi Quintino

Resumo


O principal objetivo deste texto é analisar a evolução recente dos contratos futuros de açúcar e álcool da BM&F. Em primeiro lugar, faz-se um breve relato histórico do setor sucroalcooleiro, no qual se inicia com os principais fatos de período da forte regulamentação estatal e se estende à atualidade, caracterizada por uma tentativa de auto-regulação. O segundo item trata dos principais fatores teóricos que levam ao sucesso dos contratos futuros agropecuários. Em seguida, analisa-se o desempenho dos contratos futuros de açúcar e álcool evidenciando as causas de seu fracasso, tendo-se em vista as particularidades do setor sucroalcooleiro no Brasil. Por fim, são feitas as considerações finais, onde se relacionam os aspectos teóricos e as características dos contratos de açúcar e álcool, ressaltando a importância de uma análise institucional na análise dos mesmos.

Palavras-chave


Açúcar e Álcool; Mercados Futuros; Ambiente Institucional

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: