Protecionismo e abertura no setor bancário brasileiro: o sentido da metamorfose regulatória

Carlos Augusto Vidotto

Resumo


A abertura bancária brasileira, isto é, a “onda” de bancos estrangeiros que recentemente ingressaram ou estão se expandindo no sistema financeiro nacional,representa uma novidade histórica cada vez mais atraente como objeto de reflexão. Este artigo focaliza as mudanças na regulamentação da presença do capital estrangeiro no sistema, e discute a reorientação do governo brasileiro a esse respeito. O objetivo do autor, ao apontar elementos para uma interpretação do novo quadro regulatório, é estabelecer a relação entre condicionamentos econômicos e políticos que incidiram na sua constituição.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: