Os anos dourados do capitalismo: uma tentativa de harmonização da luta de classes

Paulo Balanco, Eduardo Costa Pinto

Resumo


Este artigo discute o padrão de acumulação dos anos dourados, procurando situá-lo como resultados do processo dialético das leis de movimento do valor. Nesse sentido, as transformações econômicas, culturais e institucionais dos anos dourados, mediante as quais foram concedidos certos benefícios à classe trabalhadora funcionaram com estratégias defensivas do capital diante da crise de dominação provocada, em grande medida, pela ofensiva operária anti-sistêmica, principalmente após a Revolução Russa. Tais estratégias centradas no compromisso keynesiano-fordista e no Welfare State buscaram harmonizar a contradição entre as classes. Contudo, esta continuou viva, ficando, porém, disfarçada pelos instrumentos de controle social.

Palavras-chave


anos dourados; compromisso keynesiano-fordista; controle social

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: