Aspectos Estruturais da Inflação Brasileira no Biênio 2015-2016.

André Luis Campedelli, André Paiva Ramos

Resumo


Ao longo de 2015 e nos primeiros meses de 2016, a inflação brasileira sofreu um relevante aumento, atingindo um nível acima de 10% a.a. Diante desse fato, este artigo visa a elaborar um diagnóstico dos principais fatores que impactaram a inflação nesse período. Desta forma, objetiva-se a uma análise mais abrangente, demonstrando que, além de fatores convencionais relacionados à demanda, existem outros de oferta que têm uma grande importância na formação inflacionária brasileira. Este artigo se propõe a realizar a análise da composição inflacionária, dos impactos do câmbio, dos preços administrados e das expectativas no nível geral de preços. Na primeira seção deste artigo apresenta-se uma breve abordagem teórica sobre os fatores inflacionários. Na segunda seção trata-se de uma análise da composição inflacionária do Brasil e o impacto do câmbio. A terceira seção aborda a influência das expectativas na inflação. O artigo é finalizado com suas considerações finais.


Texto completo:

PDF

Referências


BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Vários números. Disponível em . Acesso em: junho de 2016.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Sistema Expectativas de Mercado, com informações até março de 2014. Série Perguntas Mais Frequentes, Brasília. Disponível em . Acesso em: julho de 2016.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Boletim do Banco Central do Brasil. Brasília, v. 38, Dez/2002.

BANCO CENTRAL DO BRASIL (BCB). Relatório de Inflação. Brasília, v. 18, nº 2, Jun/2016

CAMPEDELLI, A.L. O regime de metas de inflação: o debate entre ortodoxos e heterodoxos. 2014. 163 f. Dissertação (Mestrado), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, São Paulo, 2014.

CAMPEDELLI, A.L. O regime de metas de inflação: uma crítica a partir da visão heterodoxa. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, v. 30, nº 1, p. 95-112, Jul/Dez 2015.

CAMPEDELLI, A.L.; LACERDA, A.C. Uma crítica pós-keynesiana ao Regime de Metas de Inflação (RMI) no Brasil. Revista Pesquisa & Debate, São Paulo, v. 25, nº 2, p. 01-22, Jul/Dez 2014.

CINTRA, M.A.M. Suave Fracasso – A política macroeconômica brasileira entre 1999 e 2005. Revista Novos Estudos, São Paulo, v. 73, p. 39-55, Nov/2005.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E POLÍTICA ECONÔMICA (DEPE). Boletim DEPE. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP. São Paulo, ano 2, nº 1, Jan/2017.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO (FIESP). Vários números. Disponível em . Acesso em: julho de 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Vários números. Disponível em . Acesso em junho de 2016.

IBGE - SIDRA (SISTEMA IBGE DE RECUPERAÇÃO AUTOMATICA). Vários números. Disponível em: . Acesso em: junho de 2016.

LACERDA, A.C. et al. Economia Brasileira. 4. Ed. São Paulo: Saraiva 2010.

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR (MDIC). Comércio exterior. Disponível em: . Acesso em: junho de 2016.

MINSKY, H.P. Estabilizando uma economia instável. Osasco: Novo Século, 2010.

MODIANO, E. A Ópera dos Três Cruzados: 1985-1989. In ABREU, M.P. et al. A Ordem do Progresso: cem anos de política econômica republicana 1889-1989, Rio de Janeiro: Elsevier, 1990. p. 347-386.

RAMOS, A.P. O Brasil diante da crise do subprime: uma abordagem pós-keynesiana do conjunto de medidas anticíclicas adotado pelo governo federal brasileiro e o desempenho da economia de 2007 a 2010. 2015. 125 f. Dissertação (Mestrado), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, São Paulo, 2015.

SICSÚ, J. Teoria e Evidências do Regime de Metas Inflacionárias. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 22, nº 1, p. 23-33, Jan/Mar/2002.

SICSÚ, J. Políticas Não-Monetárias de Controle da Inflação: uma proposta pós-keynesiana. Análise Econômica, Porto Alegre, ano 21, nº 39, Mar 2003.

SIMONSEN, M, H.; CAMPOS. R.O. A nova economia brasileira. Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.

STRACHMAN, E. Metas de inflação no Brasil (1999-2012): uma análise institucional. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 34, n º2, p. 407-438, Dez/2013.

TESOURO NACIONAL. Vários números. Disponível em . Acesso em: julho de 2016.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: