Complexidade, (des)industrialização e novo-desenvolvimentismo: interseções teóricas

Marcelo Garcia Silveira, Eduardo Angeli, Ivan Colangelo Salomão

Resumo


A teoria novo-desenvolvimentista defende que o processo de desindustrialização que acomete o Brasil desde os anos 1990 é um dos principais motivos da perda de dinamismo da economia brasileira. A fim de agregar novos argumentos a seu arcabouço teórico, autores dessa corrente têm se utilizado de elementos da abordagem da Complexidade Econômica para corroborar aquela hipótese. Desse modo, a complexidade econômica contribui para destacar a centralidade do setor industrial como indutor das inovações e da diversificação da pauta exportadora para o desenvolvimento econômico das economias periféricas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: