Incerteza intratável e o papel das instituições na formação de expectativas

Juliana de Souza, Rogério Allon Duenhas

Resumo


O presente artigo tem por objetivo elaborar uma revisão sobre as diferentes correntes de pensamento que tratam da incerteza e formação de expectativas, conceitos originalmente trabalhados por Keynes. Atualmente a discussão divide-se entre os defensores de um mundo totalmente previsível e os defensores da inerência da incerteza no sistema econômico. Diante deste futuro incerto, nossa proposta é analisar em que medida as recomendações póskeynesianas e institucionalistas estão funcionando no Brasil, ou seja, averiguar se as instituições governamentais têm adquirido proeminência na redução da imprevisibilidade do futuro. Para o cumprimento do objetivo, analisaremos o regime de metas inflacionárias implantado em 1999 e a atuação do Banco Central.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Indexadores:

Nacionais:

pesquisa & debate


Internacionais: