OFÍCIO DE MORRER: O corpo e a morte na poesia de Daniel Faria – um tríptico para o desdobramento da imolação

José Rui Teixeira

Resumo


O propósito do presente artigo é refletir sobre o corpo e a morte nos três últimos livros do poeta português contemporâneo, Daniel Faria (1971-1999), que correspondem aos seus três últimos anos. Nesse período, pode se evidenciar um profundo amadurecimento – humano, cultural, espiritual e poético – que é, simultaneamente, causa e consequência de uma intensíssima experiência de temporalidade.Sua poesia se organiza em torno do corpo que, aí, se assume gramática generativa, semântica conectiva, cartilagem que reveste as articulações da sua sintaxe. A força, a intensidade e a omnipresença do corpo na poesia de Daniel Faria explica-se, na perspectiva deste aritgo, na convergência de três elementos: 1) o movimento multidirecional do corpo, 2) a sua natureza transimanente [no desdobramento de um corpo imaterial] e 3) o modo como se explicita implicitando-se e se implicita explicitando-se.


Palavras-chave


Poesia Portuguesa Contemporânea; Teologia e Literatura; Mística e Literatura

Texto completo:

PDF

Referências


FARIA, Daniel. Poesia, Porto, Assírio & Alvim, 2013

FARIA, Daniel. Dos líquidos, Porto, Fundação Manuel Leão, 2000

FARIA, Daniel. Dos líquidos, Porto, Fundação Manuel Leão, 2000.

PALUMBO, Cecilia Avenatti; BERTOLINI, Alejandro [ed.], El amado en el amante. Figuras, textos y estilos del amor hecho historia, Buenos Aires, Agape Libros, 2016.

HIGINO, Nuno in Daniel Faria, Legenda para uma casa habitada, Marco de Canaveses, Paróquia de Santa Marinha de Fornos, 2000.

COELHO, Alexandra Lucas. «Daniel Faria: o rapaz raro», in Mil Folhas [suplemento literário do jornal Público], 14 de julho de 2001.

TEIXEIRA, José Rui. «Um modo de te amar dentro do tempo. Sobre a saudade de Deus na poesia de Daniel Faria», in Igreja e Missão 232, maio/agosto 2016




DOI: https://doi.org/10.19143/2236-9937.2019v9n17p12-48

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Filiada:

Apoio:


Teoliteraria está indexada em:

     

    

  

                         

 

 

 

 

 

Presença da Teoliteraria em Bibliotecas no exterior:

 

                         
                               
            
                        
                       
              
                              
                                          
                       
                
                             

 

           

  

 



  

     
 Está obra está licenciada sobre uma Creative Commons Attribution 4.0 International License.