A ARISTOCRACIA ESPIRITUAL NA ADMINISTRAÇÃO DO SANTUÁRIO DE APARECIDA

Fernando Tetsuo Miyahira

Resumo


Este breve artigo disserta sobre a presença da Congregação do Santíssimo Redentor no Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Através de muitos estudos, vemos a Congregação do Santíssimo Redentor como primeira instituição a cuidar do patrimônio de Aparecida desde inícios do século XX. Entendemos também a forte influência Ultramontana tanto no grupo quanto na sua administração do Santuário, formando assim uma Aristocracia Espiritual que até os dias de hoje controla idas e vindas da Basílica que recebe milhares de peregrinos todos os anos na região de Guaratinguetá, localizada no estado de São Paulo. Muito do colocado aqui faz parte de estudos apresentados para obtenção do grau de Mestre em Ciências da Religião, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com o título Construindo a padroeira: Aproximações entre Igreja e Estado em Nossa Senhora da Conceição Aparecida.

Palavras-chave


Aparecida, Aristocracia Espiritual, Ultramontanismo, Redentoristas.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.