A MORTE DE DEUS EM ´ASSIM FALOU ZARATUSTRA´

Aline Grunewald

Resumo


O ensinamento do Eterno Retorno é o ponto central não só da obra específica Assim Falou Zaratustra, mas da obra nietzschiana como um todo. Nesse sentido, ele se encontra como um pensamento final que fora preparado ao longo dos trabalhos do filósofo alemão. Revisando a totalidade de seu pensamento no intuito de compreender de que maneira se chega a esta concepção fundamental, quais são as linhas do desenvolvimento do pensamento que tem o Eterno Retorno como ponto de chegada e mesmo como significado, constata-se que é o evento da Morte de Deus o fenômeno base para a ascensão do super-homem, do destino que é resultado de uma vontade, do Amor Fati e da aceitação do Eterno Retorno. Uma vez que se constata ser a Morte de Deus o que condiciona os outros temas da filosofia de Nietzsche e mesmo sua estrutura, o presente artigo tem como intuito explanar sobre as evidências deste evento na obra Assim Falou Zaratustra, na qual o protagonista é dito o profeta do Eterno Retorno, mas ele só o é uma vez que Deus está morto.

Palavras-chave


Nietzsche; Morte de Deus; Assim falou Zaratustra; Eterno Retorno

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.