A ANTROPOLOGIA RELIGIOSA DE DOSTOIÉVSKI

Renan Silva Carletti

Resumo


O presente artigo pretende apresentar o debate entre os autores russos Fiódor Dostoiévski e Nikolai Tcherchinévski realizado na Rússia na década de 1860. Apresentando teses distintas, Dostoiévski desenvolve uma abordagem da condição humana fundamentado no cristianismo ortodoxo vivenciado pelos camponeses. Por outro lado, Tchernichévski[1] sustenta um olhar racionalista e utilitarista a respeito do humano reunidos sob o título de “egoísmo racional”. A partir deste debate, a hipótese a ser justificada consiste na possibilidade de depreender uma antropologia religiosa elaborada por Dostoiévski, na qual a noção de liberdade é compreendida no seio de inquietações religiosas.


[1] Optaremos por usar a grafia Tchernichévski no corpo do texto. Grafias diferentes somente serão usadas se assim constarem nas referências bibliográficas.


Palavras-chave


filosofia da religião; Dostoiévski; antropologia religiosa.

Texto completo:

PDF

Referências


BERDIAEFF, Nikolai. O espirito de Dostoiévski. Rio de Janeiro: Editora Panamericana,

CABRAL, Jimmy Sudário. Dostoiévski– Consciência Trágica e Crítica Teológica da

Modernidade – Subterrâneo, Tragédia e Negatividade Teológica. Tese de Doutorado.

Departamento de Teologia, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2012.

Disponível em: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/21047/21047.PDF

CHERNICHEVSKY, Nikolai Gavrílovitch. Selected Philosophical Essays. Moscou: Foreign

Language Publishing House, 1953.

CLEMENT, Olivier. Prefácio de Dostoïevski et le problème du mal. Paris: Desclée De

Brouwer, 1978.

DOMINGUES, C. J. T. Nikolai Gavrílovitch Tchernychévski e a intelligentsia russa :

filosofia e ética na segunda metade do século XIX. Dissertação (Mestrado) – Universidade

Federal Fluminense, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Departamento de História,

DOSTOIEVSKI, Fiódor. Irmãos Karamázov. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34,

Revista Último Andar (ISSN 1980-8305), n. 31, 2018180

DOSTOIEVSKI, Fiódor. Memórias do Subsolo. Trad. Boris Schneidermann. São Paulo:

Editora 34, 2009.

DOSTOIEVSKI, Fiódor. Os Demônios. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2005.

EVDOKIMOV, Paul. Dostoïevski et le problème du mal. Paris: Desclée De Brouwer, 1978.

FORTOUNATTO, Mariamna; CUNNINGHAM, Marry B. What is an icon? In Cunningham,

M. B; Theokritoff, E. The Cambridge Companion to Orthodox Christian Theology.

Cambridge: Cambridge University Press, 2008.

FRANK, Joseph. A Writer in his time. Princeton: Princeton University Press, 2009.

FRANK, Joseph. Os Anos Milagrosos - 1865-1871. Trad. Geraldo Gerson de Souza. São

Paulo: Edusp, 2003.

FRANK, Joseph. Os Efeitos da Libertação - 1860-1865. Trad. Geraldo Gerson de Souza. São

Paulo: Edusp, 2002.

HARRRIS, Sam. A paisagem Moral. São Paulo: Companhia das Letras: 2013.

PASCAL, Blaise. Pensamentos. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PONDE, Luiz Felipe. Crítica e Profecia: a filosofia da religião em Dostoiévski. São Paulo:

Editora Leya, 2013.




DOI: https://doi.org/10.23925/10.23925/1980-8305.2018v1i1p159-180

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.