O PARALELO ENTRE CIÊNCIA E RELIGIÃO NO PENSAMENTO DE RUBEM ALVES

Bernardo Sollar Godoi

Resumo


O presente artigo tem o objetivo de apresentar a concepção de ciência e de religião de Rubem Alves, com a proposta de extrair os seguintes aspectos: (1) a ciência e a religião se equivalem funcionalmente como linguagens possíveis que se destinam a ordenar o mundo – cada uma delas possuem características próprias para construir laços sociais e interpretar os fenômenos do mundo; e (2) a impossibilidade de a ciência moderna conhecer a religião, visto que tomar a religião como objeto distanciado da experiência humana retira o caráter essencial que a constitui, a saber, a experiência substancialmente subjetiva (a experiência emocional, estética e ética).

Palavras-chave


Desejo; imaginação; linguagem; objetividade; ordem

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Rubem. Entre a ciência e a sapiência: o dilema da educação. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

______. Ciência, coisa boa... In: MARCELLINO, Nelson, C. (org.) Introdução às ciências sociais. 5. ed. Campinas: Papirus, 1994, p. 9-16.

______. (1981). Filosofia da ciência: introdução ao jogo e suas regras. 17ª ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.

______. O enigma da religião. Campinas: Papirus, 1984a.

______. (1981). O que é religião. 4 ed. São Paulo: Brasiliense, 1984.

______. O suspiro dos oprimidos. São Paulo: Ed. Paulinas, 1984b.




DOI: https://doi.org/10.23925/1980-8305.2018i2p70-83

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.