Conceito popular versus conceito médico de saúde e de doença

Antonio Matos Fontana, Maria Cristina P. S. Fontana, Vanêssa Pereira Lima, Sandra Petresco, Helena Gavazza, Kátia A. Karasawa, Rita de Cássia O. Takaki, Silvia Cristina Barreto

Resumo


Reflexões acerca dos conceitos de saúde e de doença, dos pontos de vista popular e médico, levaram os autores a uma questão inquietante: quadro dialogam, médicos e pacientes falam a respeito da mesma coisa? Por meio de questionários e desenhos, obteve-se o conceito popular de saúde e de doença de 750 sujeitos: 630 pré-adolescentes estudantes e 120 adultos economicamente ativos. Os conceitos popular e médico de saúde e de doença foram comparados. Detectou-se uma coincidência entre os conceitos popular e médico acerca do que se entende como saúde. Com relação aos conceitos de doença, entretanto, verificou-se um descompasso. Para o médico, a doença é uma condição especial: nem sempre o homem-que-sofre apresenta uma doença ou estado mórbido. Para os leigos, entre os estado de saúde e de doença que, segundo eles, contrapõem-se quase que inteiramente, não existe um hiato. A partir desses achados, propõe-se uma mudança operacional nas relações conceituais entre saúde e doença, de modo a ampliar o campo de ação do médico, do ponto de vista clínico, na relação médico-paciente.

Palavras-chave


relações médico-paciente; saúde; doença

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.