Estudo de analgesia tópica pós-peeling facial profundo utilizando máscara a base de água, gel e óleo de melaleuca em comparação com o uso de máscara umedecida em soro fisiológico

Hamilton Aleardo Gonella, Carolina Utsunomiya Muniz, Lorena Caetano Pereira, Fernando Batocchio Quevedo, Luis Felipe Prado Salvador

Resumo


Objetivo: estudar a analgesia pós-peeling com uso de uma máscara a base de água deionizada, gel alimentar e óleo de melaleuca, o Water Jel®, um material que já é utilizado na abordagem inicial de ferimentos por queimadura com relatos de diminuição da dor ao resfriar a lesão e atuar como inibidor da resposta inflamatória local. Material e Método: O estudo foi realizado em 17 pacientes. A dor foi avaliada a partir de uma comparação entre hemiface direita e esquerda, uma coberta com a máscara de  Water Jel®, outra com a mesma máscara umedecida em soro fisiológico, sem os princípios ativos do produto estudado, logo após a realização do peeling de ácido tricloroacético. Resultados: As médias das notas das duas hemifaces na escala numérica foram parecidas antes da aplicação das máscara de Water Jel® e soro fisiológico. Isso se manteve na avaliação de acordo com a escala de dor de faces. Essa variáveis foram avaliadas com o teste de Wilcoxon, o qual não identificou diferença significativa entre a hemiface direita e a esquerda. Discussão: Há poucos trabalhos que discutem medidas analgésicas para esse tipo de procedimento. Estudos demonstraram que a heparina é bastante eficaz em abrandar ou eliminar essa fase dolorosa, também, que o Burnshield® mostrou eficácia comparável à água corrente no tratamento inicial de queimaduras, com melhores resultados depois de 24 horas de evolução. Conclusão: conclui-se que as máscaras em ambas hemifaces apresentaram o mesmo efeito, nenhuma delas em comparação, obtiveram maior analgesia no decorrer do tempo.


Palavras-chave


abrasão química; óleo de melaleuca; face; dor; queimadura; analgesia.

Texto completo:

PDF

Referências


Nascimento SM. Interação da pele humana com fenol: determinação do mecanismo e caracterização do efeito de peeling [dissertação]. Araraquara: UNESP; 2007.

Mendelsohn JE Update on chemical peels. Otolaryngol Clin North Am. 2002;35:55-72.

Garcia BGBC, Stahlke ERS, Vieira IR, Callegari IC, Caldas LSC, Mendes PHO, et al. Cosmiatria: manual dermatológico farmacêutico. Guarapuava: Grafel; 2006.

Velasco MVR, Ribeiro ME, Bedin V, Okubo FR, Steiner D. Rejuvenescimento da pele por peeling químico: enfoque no peeling de fenol. An Bras Dermatol. 2004;79(1):91-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962004000100011

Alethea T. Tratamento de manchas em peles negras [Internet]. 2013 [acesso em 29 ago. 2016]. Disponível em: http://www.negocioestetica.com.br/tratamento-de-manchas-em-peles-negras/

Nicolett MA. Hipercromias: aspectos gerais e uso de despigmentantes cutâneos. Cosmet Toiletres. 2002;14(3):43-56.

Alchorne MMA, Abreu MAMM. Dermatologia na pele negra. An Bras Dermatol. 2008;83(1):7-20.

Teles GGA, Bastos JAV, Amary A, Rufatto LA, Ritty RS, Broglio LAP, et al. Tratamento de queimadura de segundo grau superficial em face e pescoço com heparina tópica: estudo comparativo, prospectivo e randomizado. Rev Bras Cir Plast. 2012;27(3):383-6. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1983-51752012000300009

Cucé LC, Festa Neto, C. Manual de dermatologia. 2ª ed. São Paulo: Atheneu; 2001.

Bolgiani AN, Serra MCVF. Atualização no tratamento local das queimaduras. Rev Bras Queimaduras. 2010;9(2):38-44.

Mertz PM, Davis SC, Cazzaniga AL, Eaglstein WH. To assess second-degree burn wound treatment with Water-Jel®. Carstald (NJ): Trilling Medical Technologies; 1990.

Simões RP. Efeito do óleo de Melaleuca alternifolia sobre a infecção estafilocócica. Lecta-USF. 2002;20(2):143-52.

Velasco MR. Rejuvenescimento da pele por peeling químico: enfoque no peeling de fenol. An Bras Dermatol. 2004;79(1):91-9. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962004000100011

Boles MM, Gonella HA. Curativo imediato com hidrogel à base de água, óleo de melaleuca alternifolia e emulsificante após queimaduras. Rev Bras Cir Plást. 2008;23(4):328-31.

Ruiz RO, Marques BPA, Orgaes FAFS. Estudo comparativo: analgesia tópica pós-peeling facial médio com ácido tricloroacético (ATA) a 30% utilizando água destilada e heparina sódica tópica em spray (Alimax®). Rev Bras Cir Plást. 2008;23(2):67-70.

Siegel SE, Castellan Jr. NJ. Estatística não paramétrica para ciências do comportamento. 2ª ed. Porto Alegre: Artmed; 2006.




DOI: https://doi.org/10.23925/1984-4840.2018v20i1a7

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba. ISSN eletrônico 1984-4840

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.