Revisão de avaliação da efetividade das soluções de ringer lactato e soro fisiológico na reposição volêmica em queimados através da apoptose celular

Hamilton Aleardo Gonella, Nelson Brancaccio dos Santos, Samira Kanaan Blaas, Débora Cristina Pereira Leite, Hideki Uebo Uehara, Julia Martins do Amaral, Luciana Canabarro, Marcela Caroline Pereira Cardoso

Resumo


INTRODUÇÃO: A Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) estima um milhão de queimaduras por ano. A integridade da pele é comprometida durante a queimadura, rompendo o equilíbrio hidroeletrolítico, e alterando o controle da temperatura interna. O calor excessivo pode levar à danificação de tecidos corporais e apoptose celular. O desequilíbrio hidroelétrico pode levar a choque hipovolêmico. Como método para reestabelecer a volemia, atualmente são utilizadas duas soluções, Ringer Lactato (RL) e Soro Fisiológico (SF). OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo comparar o uso dos diferentes tipos de solução para o tratamento de choque hipovolêmico e estabelecer qual delas é a melhor terapêutica. MÉTODOS: Foram provocadas queimaduras de segundo grau em 40% da área corporal de 30 camundongos, por escaldo, com reposição volêmica após 3 horas e posterior análise histopatológica dos fígados e rins, avaliando a apoptose celular das amostras. RESULTADOS: As amostras foram submetidas à análise anatomopatológica sendo atribuídos graus de lesão hepática e renal. Foi encontrado grau moderado de alteração na análise renal do grupo controle e com reposição com SF 0.9%. No grupo de reposição volêmica com RL, a necrose tubular não foi observada. Não foi observada alteração em 100% dos camundongos na análise do infiltrado intersticial. A congestão no grupo controle em 60% dos casos foi significativa. Nos grupos de reposição volêmica, a congestão foi significativa em 100% dos casos. A degeneração hidrópica com grau de comprometimento abundante foi encontrada em 20% do grupo controle. No grupo com reposição com RL, a degeneração foi de grau significativa em 2. No grupo de reposição com SF, a degeneração moderada foi encontrada em 1, significativa em 1 e muito significativa em 2. A retração glomerular no grupo controle estava ausente em 50% dos casos, em 30% moderada e em 20% significativa. Após reposição volêmica, a retração foi considerada moderada em 2 e significativa em 4 deles. A reposição volêmica com SF 0.9% mostrou que em 2 a retração foi moderada e em 2, significativa. CONCLUSÃO: Observa-se maior ganho com a reposição volêmica em relação ao grupo controle, devido à maior contenção do processo de apoptose após o procedimento, sendo possível ser observados maiores ganhos no uso do RL em relação ao SF 0.9%.

Palavras-chave


ringer lactato; soro fisiológico; reposição volêmica; queimaduras; apoptose celular

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.