Olhares circunstanciados: etnografia da linguagem e pesquisa em Linguística Aplicada no Brasil

Pedro de Moraes Garcez, Lia Schulz

Resumo


Este artigo discute a etnografia como escolha teórico-metodológica para a pesquisa em Linguística Aplicada no Brasil. Com base em descrição narrativa e transcrição de episódio interacional flagrado em sala de aula de escola pública, propomos que a análise de dados de práticas de linguagem em articulação com trabalho de campo de natureza etnográfica potencializa o entendimento adequado de ações situadas. Argumentamos que a aproximação à perspectiva dos participantes sobre o que ocorre em dado momento e cenário interacionais precisos, associada a uma mirada estendida a outros momentos e cenários, evita conclusões precipitadas e estabelece conexões com estruturas sociais menos facilmente observáveis (por exemplo, um projeto político-pedagógico). Após qualificar o projeto de pesquisa em tela, sustentamos por que o trabalho etnográfico, ainda que oneroso, vale a pena, se criterioso e metodologicamente reflexivo. Por fim, destacamos a valorização desse olhar circunstanciado na pesquisa em esferas de atividade profissional cruciais para a cidadania.

Palavras-chave


etnografia; pesquisa qualitativa interpretativa; Linguística Aplicada

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X