A IDEOLOGIA DO SUPRIMIDO; OU, COMO NÃO TEORIZAR A RESPEITO DA IDEOLOGIA

Kanavillil Rajagopalan

Resumo


Este trabalho é uma crítica da tendência atual de confinar a questão da ideologia à esfera da subjetividade - tese essa que se acha defendida no livro Language, Ideology, and Point of View, da autoria de Paul Simpson (1993). Minha principal objeção a tal proposta é a de que ela não passa de uma simples re-afirmação de algumas das categorias com as quais estamos acostumados a pensar sobre os temas em questão. Procuro sustentar que, ao invés disso, devemos interrogar aquelas mesmas categorias com o intuito de trabalhar as instabilidades que as caracterizam.. Urge, no meu modo de entender, a necessidade de desconstruir a própria oposição entre, de um lado, ideologia, ponto de vista etc., e, de outro, ciência, teoria, ou seja o que for que se queira postular. 

Palavras-chave


Ideologia; Ponto de vista; Subjetividade; Teoria; Paul Simpson.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X