Trinta anos de lingüística brasileira, movimentos de afirmação e auto-afirmação profissional

Maria Cristina F. S. Altman

Resumo


Este artigo descreve um mapa dos principais centros de interesse da disciplina de lingüística do ponto de vista dos diferentes grupos de especialidades formados no Brasil desde os anos sessenta. A hipótese subjacente a essa reflexão é que o estabelecimento de um grupo profissional de linguistas ocorreu como resultado da convergência de dois movimentos opostos. Um deles, centrípeto, direcionado à comunidade maior de estudiosos da língua brasileira, na qual um grupo emergente de linguistas tentou estabelecer os limites externos de sua produção em relação às outras tradições dedicadas ao estudo da língua. A outra centrífuga, na qual o mesmo grupo, unido no início pelo projeto prático de implementação da disciplina, logo se dividiu em vários grupos de especialidades divergentes.


Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X