Estudo epidemiológico de pacientes com queimaduras por eletricidade atendidos em unidade de queimados em Recife – PE

Ana Claudia Siqueira Torquato, Paula Cristina Alves Leitão, Luiz Henrique Gomes Lima, Louize Gomes de Lima, Márcio Martins Ferraz, Marcos Guilherme Praxedes Barretto, Ângela Cristina Rapela Medeiros

Resumo


Objetivo: verificar a frequência das queimaduras por eletricidade e perfil clínico-epidemiológico de pacientes atendidos na Unidade de Queimados em Recife-PE. Métodos: estudo retrospectivo, transversal e descritivo de pacientes com queimaduras por eletricidade atendidos na Unidade de Queimados do Hospital da Restauração (HR) em Recife-PE, no período de janeiro 2007 a dezembro de 2008. Resultados: foram atendidos 115 pacientes com queimaduras por eletricidade no período de realização do estudo (média de 57,5 pacientes/ano), correspondendo a quase 8% de todas as queimaduras atendidas no serviço. Quanto ao sexo, 83,5% eram do sexo masculino e 16,5% eram do sexo feminino. A idade média foi de 27 anos. Ocorreu predominância do Médio queimado (70%). O acidente doméstico foi mais encontrado. Quanto ao tempo de hospitalização, aproximadamente 90% dos pacientes receberam alta com menos de dois meses de internação. Durante a evolução, 42,6% dos pacientes necessitaram de enxerto e 13% sofreram amputação. Nenhum óbito foi notificado no período de realização do estudo. Conclusões: a frequência de queimaduras por eletricidade em nosso estudo foi maior que as relatadas em outras séries. O perfil clínico- epidemiológico encontrado no presente estudo foi similar ao descrito na literatura.


Palavras-chave


queimaduras por corrente elétrica; queimaduras; epidemiologia

Texto completo:

PDF

Referências


Vale ECS. Primeiro atendimento em queimaduras: a abordagem do dermatologista. An Bras Dermatol.2005;80(1):9-19.

Miranda RE, Paccanaro RC, Pinheiro LF, Calil JA, Gragnani A, Ferreira LM. Trauma elétrico: análise de 5 anos. Rev Bras Queimaduras. 2009;8(2):65-9.

Macedo JLS, Rosa SC, Macedo KCS, Castro C. Fatores de risco da sepse em pacientes queimados. Rev Col Bras Cir. 2005;32(4):173-7.

Machado HS, Lobo JA, Pimentel PCM, Serra MCVF. Estudo epidemiológico das crianças queimadas de 0-15 anos atendidas no Hospital Geral do Andaraí, durante o período de 1997 a 2007. Rev Bras Queimaduras. 2009;8(1):3-8.

Rossi LA, Ferreira E, Costa ECFB, Bergamasco EC, Camargo C. Prevenção de queimaduras: percepção de pacientes e de seus familiares. Rev Latino-Am Enfermagem. 2003;11(1):36-42.

Carvalho CM, Faria GEL, Milcheski DA, Gomez DS, Ferreira MC. Estudo clínico epidemiológico de vítimas de queimaduras elétricas nos últimos 10 anos Rev Bras Queimaduras. 2012;11(4):230-3.

George EN, Schur K, Muller M, Mills S, Brown TL. Management of high voltage electrical injury in children. Burns. 2005;31(4):439-44.

Millan LS, Gemperli L, Tovo FM, Mendaçolli TJ, Gomez DS, Ferreira MC. Estudo epidemiológico de queimaduras em crianças atendidas em hospital terciário na cidade de São. Paulo. Rev Bras Cir Plást. 2012;27(4):611-5.

Paccanaro RC, Pinheiro LF, Calil JA, Gragnani A, Ferreira LM. Trauma elétrico: análise de 5 anos. Rev Bras Queimaduras. 2009;8(2):65-9.

Macedo JLS, Rosa SC. Estudo epidemiológico dos pacientes internados nas unidades de queimados: hospital Regional da Asa Norte, Brasília, 1992-97. Brasília Méd. 2000;37:87-92.

Leão CEG, Andrade ES, Fabrini DS, Oliveira RA, Machado GLG, Gontijo LC, et al. Epidemiologia das queimaduras no estado de Minas Gerais. Rev Bras Cir Plást. 2011;26(4):573-7.

Araujo EJ, Quaresma ER, Souza JA, Pereima MJL, Capella MR, Goldberg P, et al. Intensidade da resposta inflamatória em crianças queimadas – análise de 157 casos. Rev Bras Queimaduras. 2000;2:31-40.

Balsera EC, Palomino MAP, Jiménez SF, Ortega JFF. Epidemiología, manejo inicial y análisis de morbimortalidad del gran quemado. Med Intens. 2006;30(8):363-9.

Montes SF, Barbosa MH, Sousa-Neto AL. Aspectos clínicos e epidemiológicos de pacientes queimados internados em um Hospital de Ensino. Rev Esc Enferm USP. 2011;45(2):369-73.

Rossi LA, Barruffini RCP, García TR. Queimaduras: características dos casos tratados em um hospital escola em Ribeirão Preto (SP), Brasil. Rev Panam Salud Publica. 1988;4(6):401-4.

Serra MCVF, Sasaki AL, Cruz PFS, Santos AR, Paradela EMP, Macieira L. Perfil epidemiológico de idosos vítimas de queimaduras do Centro de Tratamento de Queimados Dr. Oscar Plaisant do Hospital Federal do Andaraí - Rio de Janeiro-RJ. Rev Bras Queimaduras. 2014;13(2):90-4.

Tuma JP, Faria JCM, Fontana C, Goldenberg DC, Ferreira MC. Queimaduras elétricas dos membros superiores. Rev Hosp Clin Fac Med Univ Säo Paulo. 1995;50:13-6.

El-badawy A, Mabrouk AR. Epidemiology of childhood burns in the burn unit of Ain Shanms University in Cairo, Egypt. Burns. 1998;24(8):728-32.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.