Hemicoreia, Parkinson ou transtorno somatoforme? O difícil diagnóstico diferencial

David Gonçalves Nordon, Rodrigo Rejtman Guimarães, Vicente Spinola Dias Neto

Resumo


O diagnóstico de transtornos do movimento pode ser bastante complicado, uma vez que suas origens podem ser tanto orgânicas quanto psicogênicas. Apresentamos o caso de uma paciente de 62 anos, com história de distúrbio de movimento havia doze, com tratamento insuficiente e possivelmente inadequado, e diagnóstico duvidoso, ainda não definido. Discutimos nossas medidas diagnósticas e tratamento empírico, tentando fazer o melhor para a paciente.

Palavras-chave


movimento; doença de Parkinson; coreia

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

  



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.