Tratamento não-operatório do trauma abdominal fechado

Luiz Henrique Mazzonetto Mestieri, João Roberto Sala Domingues, Ingrid Helena Lopes de Oliveira, Eduardo Bertolli, Gustavo Alex Condi, José Mauro da Silva Rodrigues

Resumo


Introdução - A mudança da rotina operatória para o tratamento não-operatório (TNO) de traumas fechados nos órgãos abdominais sólidos é uma das tendências mais notáveis no cuidado aos pacientes politraumatizados nos últimos 14 anos. Médicos estão sentindo-se seguros para aplicar a técnica não-operatória em tais pacientes. Entretanto, surpreende-nos o fato de que, após uma mudança tão radical, nosso conhecimento seja, ainda, baseado em dados retrospectivos. Quesitos importantes, como as taxas de TNO, suas causas e fatores predisponentes foram obtidos, principalmente, através de revisões de prontuário. Objetivo - Análise da literatura científica sobre as possibilidades de tratamento não-operatório dos traumas abdominais fechados. Material e Método - A literatura científica pesquisada consta de 45 publicações de diversas revistas publicadas entre 1990 e 2004. Nosso trabalho foi realizado sob a forma de metanálise comparativa dentre as díspares condutas de tratamento dos traumas abdominais fechados. Conclusão - O trauma abdominal fechado (contuso) representa parcela importante dos traumas. Seu tratamento inicialmente era cirúrgico, mas ultimamente vem-se optando pelo tratamento não-operatório, evitando-se, assim, as complicações decorrentes das cirurgias, como infecções e hemorragias. Existem, contudo, indicações adequadas para que seja realizado o tratamento não-operatório, e não existe um consenso sobre a utilização ou não dessa terapêutica em todos os casos. Diversos estudos mostram os órgãos mais afetados no trauma, os critérios de diagnóstico utilizados para identificar as lesões e as considerações sobre o monitoramento do paciente, que levarão à escolha da conduta e aos resultados do tratamento; mas as opiniões divergem.


Palavras-chave


traumatismos abdominais; ferimentos não penetrantes;

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.