O impacto da participação em Universidade Aberta à Terceira Idade no desempenho cognitivo

Priscilla Tiemi Kissaki, Thaís Bento Lima-Silva, Tiago Nascimento Ordonez, Ruth Caldeira de Melo, Samila Sathler Tavares Batistoni, Marisa Acciolly Domingues, Andrea Lopes, Mônica Sanches Yassuda, Meire Cachioni

Resumo


Este estudo investigou se a participação de idosos em uma Universidade Aberta à Terceira Idade (UnATI) pode contribuir para a manutenção do desempenho cognitivo. Foram entrevistados 180 idosos no início do primeiro ou do segundo semestres de 2010 e após seis meses de participação. Foram utilizadas questões sociodemográficas, a Escala de Depressão Geriátrica, o Mini-Exame do Estado Mental, a Fluência Verbal categoria animais, o Short Cognitive Test e o tempo de participação na UnATI EACH-USP. Os resultados do pré-teste confirmaram dados prévios sobre o impacto da escolaridade, idade e renda no desempenho cognitivo. Os dados de evolução indicaram que os idosos apresentaram melhor desempenho em tarefa de memória episódica no pós-teste. Os dados sugerem que a participação na UNATI pode favorecer a manutenção das habilidades cognitivas.

Palavras-chave


Envelhecimento; Cognição; Idoso; Universidade Aberta à Terceira Idade

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.