Supervisão de estágio e atitude psicoterapêutica: uma proposta educacional

Celina Maria Aragão Ximenes, Carmem Lúcia Brito Tavares Barreto, Henriette Tognetti Penha Morato

Resumo


Este artigo aborda uma modalidade de supervisão de estágio em Psicologia clínica como prática educacional numa perspectiva fenomenológica existencial. Recorre-se a estudiosos que permitem articulações possíveis entre a condição de "ser-no-mundo", proposta particularmente por Heidegger, e escritos da área da educação, em especial os explicitados por Paulo Freire. Entende-se que a pedagogia freiriana, consolidada numa concepção libertadora de homem, permite à condição humana apropriar-se de sua condição existencial no modo de construir uma vida envolta em esferas de sentido. As aproximações teóricas explicitadas permitem, dentre os diversos fenômenos que caracterizam a clínica psicológica, propor um diálogo entre o pensamento de Heidegger e de Freire, possibilitando uma prática psicológica que possa responder às demandas que lhe são endereçadas

Palavras-chave


supervisão; educação; fenomenologia existencial; Heidegger; Freire

Texto completo:

PDF ()

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.