As diretrizes curriculares nacionais dos cursos de pedagogia para a formação docente: processo de implantação da Resolução CNE/CP nº 1/2006*

Márcia Hobold, Maria Aparecida de Aguiar, Rosane S. Junckes, Aliciene F. M. Cordeiro

Resumo


O presente trabalho aborda a discussão sobre a implantação das novas diretrizes curriculares (Resolução CNE/CP no 01 de 15/5/2006) para o curso de pedagogia. Para analisar os direcionamentos dos cursos de pedagogia frente às diretrizes curriculares, realizaram-se entrevistas com quatro coordenadoras de diferentes instituições do sul do país. O objetivo da pesquisa foi identificar como essas instituições têm organizado seus currículos adequando-os às orientações da referida resolução. Foram contempladas, tanto instituições que vivenciaram o processo de mudança nas matrizes curriculares, em decorrência das várias regulamentações anteriores à Resolução no 01/2006 para a Pedagogia, como também instituições que implantaram seus cursos na vigência dessa nova resolução. A metodologia de pesquisa empregada pautou-se na leitura e análise da nova resolução (CNE no 01/2006), na análise das matrizes curriculares dos cursos de pedagogia e na elaboração de perguntas que compuseram a entrevista realizada com quatro coordenadores de curso de diferentes instituições. Como referencial teórico recorreu-se a Campos (2003, 2004), Pacheco (2001), Moreira (2003), Freitas (1999, 2002, 2003, 2007), Scheibe e Aguiar (1999), dentre outros, no intuito de buscar subsídios críticos que fundamentassem os argumentos das análises. As respostas das coordenadoras referentes à organização da matriz curricular sinalizam para uma discussão coletiva prévia para a implantação das diretrizes curriculares do curso de pedagogia. Entretanto, constatou-se que cada instituição direcionou a implantação da matriz de acordo com sua cultura institucional. As concepções que cada equipe de formadores atribuem à formação dos futuros professores também contribuem ativamente para delinear a matriz curricular. Todavia, essas concepções de formação estão vinculadas, algumas vezes, a uma visão idealizada do papel formativo dos cursos de pedagogia, mesmo com vieses ideológicos distintos e que nem sempre levam em conta as contradições que perpassam as decisões no âmbito político da educação. A análise das disciplinas que constituem as matrizes curriculares e os objetivos propostos pela nova resolução, vinculada às entrevistas das coordenadoras de curso, proporcionou uma compreensão mais efetiva de inserção dessa resolução no locus de formação dos futuros professores.

Palavras-chave


Diretrizes Curriculares Nacionais; Formação de Professores; Políticas Públicas

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.