Maturidade da Cultura de Segurança no Trabalho: Aplicação do Modelo de Hudson em um Laticínio no Sudoeste do Paraná

Gabriela Buffon, Jairo Leonardi de Aguiar, Kellerman Augusto Lemes Godarth

Resumo


O estudo buscou analisar o grau de maturidade da cultura de segurança no trabalho do setor operacional de um laticínio localizado no Sudoeste do Paraná. A abordagem quantitativa fez uso de questionário fechado, baseado no modelo de análise da maturidade da cultura de segurança proposto por Hudson (2001 apud Gonçalves, 2011). A pesquisa foi feita junto a uma amostra de 47 funcionários operacionais e três gestores da empresa responsáveis pela área de segurança e prevenção de acidentes de trabalho do laticínio. Como principais resultados, os funcionários operacionais atribuem grau de maturidade da cultura de segurança no trabalho no estágio “sustentável”, enquanto, para a gerência, a maturidade da cultura de segurança encontra-se no estágio “proativo”. O estudo aponta os fatores “envolvimento” e “aprendizagem organizacional” como demandantes de ações de melhoria, visando reposicionamento entre os estágios de maturidade da cultura de segurança no trabalho na empresa.


Palavras-chave


Cultura Organizacional; Segurança no Trabalho; Indústria

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2178-0080.2017v20i2.34888

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Flag Counter

Revista Administração em Diálogo - RAD
ISSN: 2178-0080

     

 

Apoio: