Call for papers

Religiões e Religiosidades na Amazônia.

Prazo para submissão: 31 de março de 2020.


Poucos são os trabalhos acadêmicos que descortinam sobre o campo religioso amazônico. O presente dossiê consiste em desvelar as especificidades do universo das religiões e religiosidades no contexto amazônico. Percebemos que nas últimas décadas o perfil religioso da Amazônia mudou. Sociedade que já foi de hegemonia católica e agora apresenta imensidão de diferenças religiosas. Detectamos a presença de ramificações cristãs, maçonaria, budismo, ateus, pagãos, agnósticos, religiões de matrizes africanas, dentre outros. Algumas manifestações religiosas populares mobilizam milhares de pessoas a exemplo das práticas de pajelança, xamanismo, tambor de mina e catolicismo popular.


Religião e Cultura Pop

Prazo para submissão: 30 de junho de 2020.


A cultura pop define-se por um estilo de vida dito como entretenimento e que é valorativo de imagéticas corporais e sexuais assentes nas ideias de fruição e de emancipação e nas experiências sociais do espetáculo e do consumo. Deste modo, evoca uma significação moderna e urbana de «popular» sendo passível de ser compreendida como descompressão cultural após o fim da Segunda Guerra Mundial e em descontinuidade com o folclorismo que vinculava o imaginário relativo ao povo às tradições expressivas rurais. Corresponde à afirmação de um conjunto de culturas juvenis unificadas numa identidade pop produtora de simbologias visuais e sonoras, por sua vez materializadas em expressões artísticas concretas: em ritmos, gestos e lugares nos quais se constroem identidades pessoais e coletivas. A esta ritualidade pop pode somar-se uma «Teologia Pop» (Mark Alizart).

Este dossier da REVER acolhe artigos que explorem os seguintes tópicos:

  • Como as instituições religiosas e a ética do consumo Pop interagem, segundo um modelo de interdição ou de apropriação;
  • Como o fenómeno religioso é reinterpretado e reformulado pelas culturas juvenis modernas;
  • Como a música Pop questiona a dicotomização entre música sagrada e música profana;
  • A Cultura Pop como um repositório de imagéticas religiosas, usadas na construção da persona e do poder de superstars e em espetáculos emocionais
  • Entre cínicos e profetas: pontos de vista e horizontes existenciais no panorama Pop
  • Cultura Pop e minorias religiosas;
  • O uso e a presença do corpo na dimensão performativa da Cultura Pop;
  • Estudos de tipo local (uma igreja, um grupo/movimento religioso, uma paróquia, um evento artístico);
  • Traços da Cultura Pop nas Artes Visuais (graffiti, banda desenhada, cinema);
  • A Religião nos subgéneros da Cultura Pop;
  • Um caso de estudo: um artista, um grupo musical, uma obra artística etc.