Entre a voz e o silêncio: literatura e espiritualidade nos mosteiros femininos

Isabel Morujão

Resumo


Levando-se em conta o lugar e o papel da religiosa no mundo claustral português (na sua articulação com o estatuto cultural da mulher portuguesa, entre os séculos XVI e XVIII), procurar-se-á entender, através de fontes diversas, a emergência da literatura monástica feminina em Portugal, resultante de uma tensão estruturante entre a voz e o silêncio. A percepção (no interior e no exterior dos mosteiros) da sua função, da sua origem, das suas vias de afirmação e difusão permitirá esclarecer esta visibilidade feminina no domínio da literatura e da espiritualidade. De qualquer forma, sempre será conveniente recordar que a complexidade, extensão e diversidade desta literatura tornarão sempre insuficientes as constatações feitas.

Palavras-chave


Escrita monástica feminina; escrita autobiogáfica; diálogos místicos; identidade feminina

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais