Avaliação do perfil das solicitações de exames pré-operatórios em hospital universitário

Eduardo Toshiyuki Moro, Vivian Brancalione Gonçalves, Gustavo Semedo Taminato, Thais Benjamin

Resumo


Introdução: a solicitação de exames pré-operatórios tem a finalidade de identificar disfunções que possam comprometer os cuidados perioperatórios do paciente. Porém, a realização de exames desnecessários raramente modifica os resultados e onera a instituição. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil de exames pré-operatórios solicitados no Hospital Santa Lucinda, Sorocaba-SP. Métodos: após aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade PUC-SP, tivemos acesso às avaliações pré-anestésicas de pacientes submetidos a cirurgias eletivas no período de março a agosto de 2011. Foram registrados: idade, sexo, estado físico segundo o ASA, presença de doenças coexistentes, uso de medicação, tipo de cirurgia e exames pré-operatórios. Eles foram classificados como suficientes, suficientes com exames desnecessários, insuficientes e insuficientes com exames desnecessários. Resultados: foram avaliados 219 prontuários, dos quais 52% foram classificados como suficientes com exames desnecessários. Para 24% dos pacientes os exames foram insuficientes, mas com exames desnecessários. Para 8% dos pacientes os exames foram insuficientes e somente 16% não apresentaram exames insuficientes ou desnecessários. Os exames mais frequentemente solicitados foram hematócrito e hemoglobina. Os exames mais desnecessariamente solicitados foram as provas de coagulação e dosagem de ureia. Dentre os exames necessários, mas não solicitados, estão o ECG (27%), eletrólitos (13%) e creatinina (11%). Setenta e nove exames apresentaram algum tipo de alteração, mas não houve mudança de conduta. Conclusão: exames pré-operatórios solicitados desnecessariamente são frequentes, o que não garante que alguns pacientes se apresentem à cirurgia sem exames fundamentais para o seu estado físico. 


Palavras-chave


anestesiologia; cuidados pré-operatórios; testes obrigatórios; procedimentos desnecessários

Texto completo:

PDF

Referências


Mathias LA, Guaratini AA, Gozzani JL, Rivetti LA. Exames laboratoriais pré-operatórios: análise crítica. Rev Bras Anestesiol. 2006;56(6):658-68.

Practice advisory for preanesthesia evaluation: a report by the American Society of Anesthesiologists Task Force on Preanesthesia Evaluation. Anesthesiology. 2002;96:485-96.

Katz RI, Dexter F, Rosenfeld K, Wolf L, Redmond V, Agarwal D, et al. Survey study of anesthesiologists' and surgeons' ordering of unnecessary preoperative laboratory tests. Anesth Analg. 2011;112:207-12.

Benarroch-Gampel J, Sheffield KM, Duncan CB, Brown KM, Han Y, Townsend Jr CM, et al. Preoperative laboratory testing in patients undergoing elective, low-risk ambulatory surgery. Ann Surg. 2012;256: 518-28.

Soares DS, Brandão RBM, Mourão MRN, Azevedo VLF, Figueiredo AV, Trindade ES. Relevância de exames de rotina em pacientes de baixo risco submetidos a cirurgias de pequeno e médio porte. Rev Bras Anestesiol. 2013;63(2):197-201.

Correll DJ, Hepner DL, Chang C, Tsen L, Hevelone ND, Bader AM. Preoperative electrocardiograms: patient factors predictive of abnormalities. Anesthesiology. 2009;110:1217-22.

Ajimura FY, Maia AS, Hachiya A, Watanabe AS, Nunes MP, Martins MA, Machado FS. Preoperative laboratory evaluation of patients aged over 40 years undergoing elective noncardiac surgery. São Paulo Med J. 2005;123:50–3.

Bryson GL, Wyand A, Bragg PR. Preoperative testing is inconsistent with published guidelines and rarely changes management. Can J Anaesth. 2006;53:236-41.

Dzankic S, Pastor D, Gonzalez C, Leung JM. The prevalence and predictive value of abnormal preoperative laboratory tests in elderly surgical patients. Anesth Analg. 2001;93:301–8.

Mantha S, Roizen MF, Madduri J, Rajender Y, Shanti Naidu K, Gayatri K. Usefulness of routine preoperative testing: a prospective single-observer study. J Clin Anesth. 2005;17:51-7.

Liu LL, Dzankic S, Leung JM. Preoperative electrocardiogram abnormalities do not predict postoperative cardiac complications in geriatric surgical patients. J Am Geriatr Soc. 2002;50:1186–91.

Gold BS, Young ML, Kinman JL, Kitz DS, Berlin J, Schwartz JS. The utility of preoperative electrocardiograms in the ambulatory surgical patient. Arch Intern Med. 1992;152:301–5.

Munro J, Booth A, Nicholl J. Routine preoperative testing: a systematic review of the evidence. Health Technol Assess. 1997;1:i-iv, 1–62.

Smetana GW, Macpherson DS. The case against routine preoperative laboratory testing. Med Clin North Am. 2003;87:7–40.

Schein OD, Katz J, Bass EB, Tielsch JM, Lubomski LH, Feldman MA, et al. The value of routine preoperative medical testing before cataract surgery. Study of Medical Testing for Cataract Surgery. N Engl J Med. 2000;342:168-75.

Chung F, Yuan H, Yin L, Vairavanathan S, Wong DT. Elimination of preoperative testing in ambulatory surgery. Anesth Analg. 2009;108:467-75.

Geoges P, Kremer Y, Ledent M, Lechat JP, De Kock M. Does the KCE restrictive policy for preoperative testing lead to increased postoperative complications rate? Acta Anaesthesiol Belg. 2010;61:5-11.

Bisinotto FMB, Pedrini Jr M, Alves AAR, Andrade MAPR. Implantação do serviço de avaliação pré-anestésica em hospital universitário. Dificuldades e resultados. Rev Bras Anestesiol. 2007;57( 2):167-76.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

  



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.