Sentimentos e opiniões de mulheres que vivenciaram a experiência do parto humanizado no Hospital Santa Lucinda

Alessandra Dias de Oliveira, Gabrielly Sanches dos Santos, Mayra Danielle Miranda Teixeira, Ruth Bernarda Riveros Jeneral

Resumo


Objetivos: este estudo teve como objetivo identificar os sentimentos e opiniões das mulheres sobre a experiência vivenciada no pré-parto e parto humanizado no Hospital Santa Lucinda, tomando por base a humanização da assistência preconizada pelo Ministério da Saúde. Métodos: trata-se de uma pesquisa descritiva e qualitativa. Quinze puérperas que participaram do parto humanizado no Hospital Santa Lucinda, referidas da Unidade Básica de Saúde Sorocaba I, do município de Sorocaba, participaram do estudo. Foi utilizada a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo e o referencial teórico de Minayo, onde o instrumento de trabalho foi a entrevista gravada com duas questões norteadoras. Resultados e Discussão: na análise, as falas foram agrupadas em onze ideias centrais. A importância da assistência humanizada foi enfatizada e relacionada a sentimentos de tranquilidade e força, assim como a dor foi diretamente associada a sentimentos e expressões negativas como medo, preocupação e ódio, mas seguida pelo sentimento de compensação onde o primeiro contato com o bebê faz-se emocionante e resume-se em alívio e alegria. Quanto aos métodos não farmacológicos de alívio da dor e o direito ao acompanhante, que são pontos importantes para a humanização do parto, prevaleceram as opiniões positivas. Conclusão: pode-se concluir que é necessário refletir quanto à vivência do parto humanizado, considerando a individualidade de cada mulher para que a aplicabilidade do mesmo pela equipe seja efetiva, proporcionando uma assistência integral à mulher, respeitando o meio no qual está inserida.


Palavras-chave


parto humanizado; humanização da assistência; saúde da mulher

Texto completo:

PDF

Referências


Domingues RMSM, Santos EM, Leal MC. Aspectos da satisfação das mulheres com a assistência ao parto: contribuição para o debate. Cad Saúde Pública. 2004;20(1):552-62.

Longo CSM, Andraus LMS, Barbosa MA. Participação do acompanhante na humanização do parto e sua relação com a equipe de saúde. Rev Eletrônica Enferm. 2010;12(2):386-91.

Crizóstomo DC, Nery IS, Luz MHB. A vivência de mulheres no parto domiciliar e hospitalar. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2007;11(1):98-104.

Brasil. Ministério da Saúde. Parto, aborto e puerpério: assistência humanizada à saúde. Brasília: Ministério da Saúde; 2003.

Dias MA, Domingues RMSM. Desafios na implantação de uma política de humanização da assistência hospitalar ao parto. Ciênc Saúde Coletiva. 2005;10(3):669-705.

Almeida NAM, Martins CA, Vasconcelos KL, Rios CHA, Lucas EA, Machado EA et al. A humanização no cuidado à parturição. Rev Eletrônica Enferm. 2005;7(3):355-9.

Castro JC, Clapis MJ. Parto humanizado na percepção das enfermeiras obstétricas envolvidas com a assistência ao parto. Rev Lat-Am Enferm. 2005;13(6):960-7.

Reis AE, Patrícia ZM. Aplicação das ações preconizadas pelo Ministério da Saúde para o parto humanizado em um hospital de Santa Catarina. Ciênc Saúde Coletiva. 2005;10(supl):221-30.

Wolff LR, Moura MAV. A institucionalização do parto e a humanização da assistência: revisão de literatura. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2004;8(2):279-85.

Carraro TE, Knobel R, Radünz V, Meincke SMK, Fiewski MFC, Frello AT, et al. Cuidado e conforto durante o trabalho de parto e parto: na busca pela opinião das mulheres. Texto Contexto Enferm. 2006;15(1):97-104.

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec/Abrasco; 1992.

Santana LS, Gallo RBS, Marcolin AC, Quintana SM. Avaliação da intensidade da dor na fase ativa do trabalho de parto em primigestas. Rev Dor. 2010;11(3):214-7.

Cunha AA. Indução do trabalho de parto com feto vivo. Femina. 2010;38(9):470-80.

Silva EF, Strapasson MR, Fischer ACS. Métodos não farmacológicos de alívio da dor durante trabalho de parto e parto. Rev Enferm UFSM. 2011;1(2):261-71.

Mazoni SR, Faria DGS, Manfredo VA. Hidroterapia durante o trabalho de parto: relato de uma prática segura. Arq Ciênc Saúde. 2009;16(1):40-4.

Lobo SF, Oliveira SMJV, Schneck CA, Silva FMB, Bonadio IC, Riesco MLG. Resultados maternos e neonatais em Centro de Parto Normal peri-hospitalar na cidade de São Paulo, Brasil. Rev Esc Enferm USP. 2010;44(3):812-8.

Silva LM, Oliveira SMJV, Silva FMB, Alvarenga MB. Uso da bola suíça no trabalho de parto. Acta Paul Enferm. 2011;24(5):656-62.

Bruggemann OM, Parpinelli MA, Osis MJD. Evidências sobre o suporte durante o trabalho de parto/parto: uma revisão da literatura. Cad Saúde Pública. 2005;21(5):1316-27.

Machado NXS, Praça NS. Centro de parto normal e assistência obstétrica centrada nas necessidades da parturiente. Rev Esc Enferm USP. 2006;40(2):274-9.

Tomeleri KR, Pieri FM, Violin MR, Serafim D, Marcon SS. “Eu vi meu filho nascer”: vivência dos pais na sala de parto. Rev Gaúcha Enferm. 2007;28(4):497-504.

Nakano AMS, Silva LA, Beleza ACS, Stefanello J, Gomes FA. O suporte durante o processo de parturição: a visão do acompanhante. Acta Paul Enferm. 2007;20(2):131-7.

Hotimsky SN, Alvarenga AT. A definição do acompanhante no parto: uma questão ideológica? Rev Est Fem. 2002;10:461-77.

Ronconi APL, Perdichizzi FS, Pires OC, Constantino E, Lopes VR, Posso IP. Dor e satisfação durante o trabalho de parto em primigestas: visão da parturiente e do obstetra. Rev Dor. 2010;11(4):277-81.

Amestoy SC, Milbrath VM, Soares DC, Siqueira HCH. Vivências maternas sobre a assistência recebida durante o processo de parturição. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2010;14(2):462-7.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

  



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.