Fatores que influenciam a gestante na escolha do tipo de parto

Fernando Alves Santana, Janaína Verônica Lahm, Reginaldo Passoni dos Santos

Resumo


A escolha do tipo de parto tem relação com o conhecimento que as gestantes recebem sobre o assunto. Estudo descritivo- exploratório realizado mediante entrevista com 15 gestantes que recebiam assistência pré-natal. Objetivou-se investigar a percepção da gestante em relação aos tipos de parto. Das gestantes entrevistadas, 80% (n = 12) relataram que o melhor tipo de parto é o normal, sendo esta percepção influenciada por fatores relacionados a experiências anteriores, compreensão acerca da recuperação pós-parto, orientação médica e desejo de fazer laqueadura tubária. Diante disso, entende-se que o déficit de conhecimento bem como a falta de informações consistentes apresentam-se como fatores determinantes perante o processo de tomada de decisão sobre a escolha do tipo de parto. É fundamental o apoio dos profissionais de saúde durante o período gestacional, subsidiando a escolha por meio da educação em saúde sobre essa temática.

Palavras-chave


gestantes; parto; pessoal de saúde

Texto completo:

PDF

Referências


Bezerra MGA, Cardoso MVLML. Fatores culturais que interferem nas experiências das mulheres durante o trabalho de parto e parto. Rev Latino-am Enfermagem. 2006;14(3):414-2.

Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Você sabia? [Internet]. 2014. [citado em 23 out. 2014]. Disponível em: http://cod.ibge.gov.br/238AX.

Velho MB, Santos EKA, Bruggemann OM, Camargo BV. Vivência do parto normal ou cesáreo: revisão integrativa sobre a percepção de mulheres. Texto Contexto Enferm. 2012;21(2):458-66.

Silva SPC, Prates RC, Campelo BQA. Parto normal ou cesariana? fatores que influenciam na escolha da gestante. Rev Enferm UFSM. 2014;4(1):1-9.

Moura FMJSP, Crizostomo CD, Nery IS, Mendonça RCM, Araújo OD, Rocha SS. A humanização e a assistência de enfermagem ao parto normal. Rev Bras Enferm, 2007;60(4):452-5.

Campos AS, Almeida ACCH, Santos RP. Crenças, mitos e tabus de gestantes acerca do parto normal. Rev Enferm UFSM. 2014;4(2):332-341.

Bardin L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70; 1994.

Paim AD, Apolinario EC, Zampieri JF, Kluck MM. Taxa de cesárea primária no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Rev HCPA. 2008;28(3):136-41.

Berquó E, Garcia S, Lima L. Reprodução na juventude: perfil sociodemográficos, comportamentais e reprodutivos na PNDS 2006. Rev Saúde Pública. 2012;46(4):685-93.

Martin VB, Angelo M. A organização familiar para o cuidado dos filhos: percepção das mães em uma comunidade de baixa renda. Rev Latino-am Enfermagem. 1999;7(4):89-95.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Mensal de Emprego – PME. [Internet]. Brasília (DF): 2012. [acesso em 23 out. 2014]. Disponível em: www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/trabalhoerendimento/pme_nova/Mulher_Mercado_Trabalho_Perg_Resp_2012.pdf.

Alves JED, Cavenaghi S. Tendências demográficas, dos domicílios e das famílias no Brasil. [Internet] 2012. [acesso em 23 out. 2014]. Disponível em: www.ie.ufrj.br/aparte/pdfs/tendencias_demograficas_e_de_familia_24ago12.pdf.

Minuzzi A, Rezende CL. Fatores de influência na escolha da via de parto: uma revisão de literatura. UNINGÁ Rev. 2013;14(1):37-48.

Leguizamon Júnior T, Steffani JA, Bonamigo EL. Escolha da vida de parto: expectativa de gestantes e obstetra. Rev Bioética. 2013;21(3):509-17.

Machado Júnior LC, Sevrin CE, Oliveira E, Carvalho HB, Zamboni JW, Araújo JC, et al. Associação entre via de parto e complicações maternas em hospital público da Grande São Paulo, Brasil. Cad Saúde Pública. 2009;25(1):124-32.

Vieira EM. A questão do aborto no Brasil. Rev Bras Ginecol Obstet. 2010;32(3):103-4.

Abdelmassih R. O dilema da gravidez depois dos 30 [Internet]. Isto É Gente. [acesso em 23 out. 2014]. Disponível em: http://www.terra.com.br/istoegente/333/saude/index.htm.

Lamarca G, Vettore M. Cesarianas no Brasil: uma preferência das gestantes ou dos médicos? [Internet] 2012 [acesso em 24 out. 2014]. Disponível em: http://dssbr.org/site/2012/12/cesarianas-no-brasil-uma-preferencia-das-gestantes-ou-dosmedicos/.

Lopes RCS, Donelli TS, Lima CM, Piccinini CA. O antes e o depois: expectativas e experiências de mães sobre o parto. Psicol Reflex Crít. 2005;18(2):247-54.

Zambrano E, Barizon JB, Luchesi LB, Santos CB, Gomes FA. Cesárea: percepções da puérpera frente à escolha do tipo de parto. R Enferm UERJ. 2003;11:177-1.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.