Correlação de forças entre os determinantes de óbito na revascularização do miocárdio do paciente idoso

José Carlos Rossini Iglézias, Artur Lourenção Junior, Luís Alberto de Oliveira Dallan, José Antônio Franchini Ramires, Sergio Almeida de Oliveira

Resumo


Objetivo: Identificar e estabelecer o percentual dos mais importantes determinantes do óbito hospitalar, na revascularização do miocárdio (RM) do paciente idoso (idade ≥ 70 anos), submetido a revascularização primária e isolada do miocárdio. Método: Estudo de coorte concorrente, não randomizado envolvendo 100 pacientes estratificados em: grupo 1 (G1): 50 pacientes operados com auxílio da circulação extracorpórea (CEC) e grupo 2 (G2): 50 operados sem CEC. Roteiro específico para coleta de dados contendo 23 variáveis. Análise inicial através de tabela de contingência sendo a variável dependente o óbito. Em seguida, análise de regressão simples e múltipla (modelo stepwise) entre os fatores com significância estatística identificados previamente com a finalidade de estabelecer a correlação de forças e seus percentuais de influência no evento óbito (variáveis assimétricas). Análise através do software SPSS 10.0 e nível de significância inicial p<0,05. Resultados: A análise inicial identificou: tabagismo (p= 0,0283), baixo débito cardíaco (BDC.p = 0,0267), dislipidemia (p = 0,0025) e percentual de pacientes com número de anastomoses distais > 2 (NAD> 2, p < 0,0001). Na regressão linear simples permaneceram no G1: dislipidemia (18,18%), tabagismo (4,55%) e BDC (63,64%). No modelo múltiplo permaneceu o BDC (63,64%). No G2 as análises identificaram: tabagismo (13,19%) e a dislipidemia (21,88%). Conclusões: A análise de dados permite afirmar que os determinantes mais importantes do óbito no G1 foram a dislipidemia e o BDC sendo que este contribuiu com 63,64% para o evento óbito. No G2 as contribuições foram atribuídas a dislipidemia e ao tabagismo.


Palavras-chave


doença arterial coronária; cirurgia cardíaca; idosos

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.