Aneurisma dissecante de aorta tipo B de Stanford com evolução para óbito

Eduardo Alexandre Souza Gois, Moana Machado Barbosa, Guilherme Benjamim Brandão Pitta

Resumo


A dissecção aórtica é uma doença de baixa incidência, ocorrendo apenas cerca de dois mil casos por ano, mas potencialmente catastrófica. Quando secundária à hipertensão arterial, constitui-se uma emergência hipertensiva, caracterizada por súbita separação da camada média do vaso. Há infiltração de uma coluna de sangue em um espaço virtual entre a íntima e a adventícia, determinando uma falsa luz e a formação de hematoma. Pode ser classificada de acordo com Stanford em A, quando acomete aorta ascendente, ou B, quando acomete aorta descendente pós-subclávia esquerda. O tratamento pode ser cirúrgico ou endovascular.

Palavras-chave


aneurisma dissecante; aneurisma aórtico; evolução fatal

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.