Perfil dos estudantes de medicina da PUC-SP

Maria Beatriz C. Gozzano, José Rafael C. Gozzano, Maria Beatriz B. Beraldo, Mariana S. Garcia, José Otávio A. Gozzano

Resumo


Objetivos: conhecer o perfil e qualidades dos estudantes de Medicina da PUC-SP. Material e Métodos: amostra - 143 alunos da 1ª e 2ª séries do curso de Medicina no ano de 2005. Métodos: Escala Auto-aplicada de Adaptação Social (SASS) e questões sobre conhecimento de idiomas, viagem ao exterior, idade e sexo. Delineamento do trabalho: pesquisa vertical prospectiva. Resultados: idade - 20,17 ± 1,49 anos. Oitenta (80) mulheres e sessenta e três (63) homens. SASS entre 27 e 55. Dois (2) alunos com pontuação acima da normalidade 53 e 55, respectivamente. Quanto aos quesitos do questionário: interesse no estudo - pouco interesse 1 (0,70%), moderado 52 (36,36%) e muito interesse 90 (62,94%). Quanto gosta do estudo: pouco 11 (7,69%), bastante 99 (69,23%) e muito 33 (23,08%). Freqüência com que mantém contato familiar: nenhuma 1 (0,78%), raras vezes 4 (2,80%), freqüentemente 53 (37,06%) e muito freqüentemente 84 (58,74%). As relações familiares são: aceitáveis 4 (2,80%), boas 39 (27,27%) e muito boas 100 (69,93%). A participação na vida comunitária: não participa 20 (13,39%), discretamente 45 (31,47%), moderadamente 67 (46,85%) e plenamente 11 (7,69%). Gosto em buscar informações: gosto discreto 15 (10,49%), moderado 79 (55,24%) e muito 49 (34,27%). Interesse na informação técnico-científica: nenhum 1 (0,70%), discreto 13 (9,09%), moderado 50 (34,96%) e muito 79 (55,24%). Línguas: 131 falam inglês (91,61%), 21 espanhol (14,69%). Cem (100) (69,93%) estudantes conhecem o exterior. Discussão: nenhum aluno atingiu no questionário o ponto de corte para anormalidades. São alunos muito ou moderadamente motivados ao estudo, em 95% e 90% gostam de estudar. Buscam o contato familiar com muita freqüência ou freqüentemente - 95% das vezes, e em 95% afirmam terem relações boas ou muito boas. Aproximadamente 90% gostam moderadamente ou muito de procurar informações, sendo 80% quando a informação é técnico-científica. Oitenta por cento (80%) conhecem o exterior e 90% dominam o inglês. Constituem um grupo com características excepcionais. A grande maioria são alunos que já edificaram bastante e cabe à instituição mantê-los motivados na sua formação.


Palavras-chave


estudantes de medicina

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.